sicnot

Perfil

Mundo

Justiça da Noruega volta a rejeitar pedido de Snowden

A justiça norueguesa voltou esta quarta-feira a rejeitar o pedido de garantias do ex-consultor da Agência de Segurança norte-americana (NSA, sigla em inglês) Edward Snowden contra uma eventual extradição, caso fosse à Noruega para receber um prémio.

O tribunal de apelação de Borgarting (Oslo) considerou não estar habilitado a examinar se estão preenchidas as condições para a apresentação de um pedido de extradição pelos Estados Unidos, ainda antes de Snowden pisar solo norueguês e de Washington apresentar um pedido formal.

Acusado de espionagem no seu país, depois de ter divulgado a dimensão do programa de vigilância da NSA, o norte-americano - atualmente refugiado na Rússia - recorreu à justiça para poder receber o prémio Ossietzky de liberdade de expressão, sem o risco de ser enviado para o outro lado do Atlântico.

Na rede social Twitter, Snowden criticou a Noruega: "O Estado norueguês bate-se para impedir a entrega de um prémio para a liberdade de expressão. Eis o que é ganhar uma batalha em vez da guerra".

O pedido de Snowden já tinha sido rejeitado em primeira instância, no final de junho, pelas mesmas razões apresentadas pelo tribunal de apelação.

O prémio Ossietzky, atribuído a Edward Snowden em março pelo ramo norueguês do PEN Clube, vai ser entregue a 18 de novembro.

Ao conhecer a decisão do tribunal, o PEN Noruega anunciou a intenção de levar o caso ao Supremo Tribunal, a mais alta instância judiciária do país.

Herói para uns, traidor para outros, Edward Snowden não conseguiu deslocar-se à Noruega, em 2015, para receber uma outra recompensa pela liberdade de expressão, o prémio Bjornstjerne Bjornson, que aceitou por vídeoconferência.

O antigo engenheiro informático foi também proposto para o prémio Nobel da Paz, decidido pelo Comité Nobel Norueguês e que será atribuído a 07 de outubro.

Desde junho de 2013 que o norte-americano, de 33 anos, não pode sair da Rússia, país que lhe concedeu asilo.

Lusa

  • Bernie Sanders pede clemência para Edward Snowden

    Mundo

    O senador norte-americano Bernie Sanders, que foi rival de Hillary Clinton como candidato democrata à Casa Branca, encabeça uma série de depoimentos publicados esta quarta-feira no diário britânico "The Guardian" que pedem "clemência" para Edward Snowden.

  • Primeira entrevista de Snowden a uma estação televisiva norte-americana
    2:03

    Mundo

    O antigo consultor da Agência de Segurança norte-americana Edward Snowden, que denunciou um programa de espionagem em larga escala, falou pela primeira vez sobre o que fazia ao serviço dos Estados Unidos. Em entrevista à televisao NBC, revelou que foi treinado para trabalhar como agente inflitrado ao mais alto nível.

  • Snowden apela a novas regras contra abusos de vigilância informática
    1:54

    Mundo

    O antigo espião norte-americano Edward Snowden participou ontem numa sessão sobre vigilância organizada pelo Conselho de Europa, em Estrasburgo. O depoimento do perito, que os Estados Unidos acusam de ter divulgado informações confidenciais, foi feito por vídeoconferência, a partir de Moscovo, onde está exilado.

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.