sicnot

Perfil

Mundo

Obama entre líderes mundiais esperados no funeral de Shimon Peres

Reuters

Diversos líderes mundiais, entre os quais Barack Obama, deverão assistir na sexta-feira em Jerusalém ao funeral do ex-presidente israelita Shimon Peres, que morreu hoje aos 93 anos, segundo os meios de comunicação locais.

De acordo com as mesmas notícias, confirmaram a sua presença o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, além do seu secretário de Estado, John Kerry; a candidata presidencial democrata a Casa Branca, Hillary Clinton, e o seu marido e ex-Presidente norte-americano, Bill Clinton.

O Papa Francisco também é esperado nas cerimónias, assim como líderes do Reino Unido, Canadá e de outros países da América do Sul, Ásia e África.

Não foram ainda divulgadas, porém, informações sobre a participação de líderes de países árabes vizinhos.

O canal 10 da televisão israelita adiantou que já se iniciaram os preparativos no cemitério do Monte Herzl e que o túmulo de Shimon Peres ficará localizado entre os dos ex-primeiros-ministros Isaac Rabin e Isaac Shamir.

O parlamento suspendeu entretanto todas as atividades previstas para quinta-feira, dado que o corpo do Nobel da Paz ficará exposto no Kneset para que os israelitas possam prestar-lhe homenagem.

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, encabeça, esta manhã, uma sessão especial do conselho de ministros em que vai ser cumprido um minuto de silêncio em memória de Peres.

Mais tarde, analisar-se-á, no seio de uma comissão de protocolo liderada pela titular da pasta da Cultura, Miri Reguev, os preparativos das cerimónias fúnebres, encontro que contará com um membro da família de Peres.

Nos próximos dias é esperado um destacamento de efetivos de forças de segurança israelitas e estrangeiras sem precedentes em mais de duas décadas nas ruas de Jerusalém, similar ou maior ao que se verificou no funeral de Isaac Rabin, assassinado em 1995.

Peres era o último sobrevivente da geração dos "pais fundadores" de Israel e ocupou quase todos os mais importantes cargos políticos em Israel: foi ministro de várias pastas em diversos governos, primeiro-ministro interino, primeiro-ministro e Presidente (2007-2014).

Em 1994, foi distinguido com o prémio Nobel da Paz, a par com Isaac Rabin e pelo líder palestiniano Yasser Arafat, pelo seu papel na negociação dos acordos de Oslo, assinados em 1993.

  • Perfil do último dos "arquitetos" de uma paz que não prosperou
    2:26

    Shimon Peres 1923-2016

    Shimon Peres era o último sobrevivente da geração dos "pais fundadores" de Israel, e um dos responsáveis pelos acordos de Oslo, com a Palestina, que lhe valeram a distinção com o Prémio Nobel da Paz. O ex-Presidente israelita morreu hoje, aos 93 anos. O estadista sofreu um acidente vascular cerebral a 13 de setembro e encontrava-se hospitalizado desde então. A reportagem sobre o perfil de Shimon Peres é do correspondente da SIC em Israel, Henrique Cymerman.

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43
  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.

  • Samsung vai vender modelos reparados do Galaxy Note 7

    Economia

    A Samsung Electronics anunciou hoje que vai vender e alugar telemóveis reparados do modelo Galaxy Note 7 depois de no ano passado a empresa ter decidido suspender a respetiva produção devido a incêndios nas baterrias de íon-lítio.

  • Acidentes em falésias matam 94 pescadores lúdicos

    País

    Mais de 90 pescadores lúdicos morreram nos últimos 19 anos e 137 ficaram feridos em 252 acidentes registados em zona rochosa ou em falésia, a maioria na zona de Lagos, Faro, segundo dados da Autoridade Marítima Nacional.