sicnot

Perfil

Mundo

Oposição síria fala em solução impossível para o conflito

A escalada da violência na Síria, em particular nos bairros de Alepo controlados pela oposição ao regime de Damasco, mostra que é impossível uma solução política para o conflito, disse esta quarta-feira um dirigente oposicionista.

O vice-presidente da Coligação Nacional Síria (CNS), a principal formação da oposição no exílio, Mouwafaq Nyrabia, afirmou que "uma solução política já não é uma opção viável atual".

Assim, estes opositores estão "a ponderar todas as opções para defender o povo sírio da agressão russa" na Síria.

"As oposições armada e política estão a trabalhar para reforçar as fileiras e definir as prioridades à luz da feroz campanha militar realizada pelo regime e os seus aliados", continuou, sem mais detalhes.

A CNS não fez comunicado oficial em seu nome.

Damasco e o seu aliado russo lançaram, em 22 de setembro, uma ofensiva para recuperar a totalidade da cidade de Alepo, antiga capital económica do país, dividida desde 2012 em bairros controlados pelo regime e pela oposição.

Esta escalada de violência ocorre depois do fracasso do acordo de cessar-fogo, negociado por russos e norte-americanos e assinado em Genebra em 09 de setembro, que terminou 10 dias depois.

A guerra civil na Síria já provocou mais de 300 mil mortes e forçou ao êxodo milhões de pessoas em cinco anos e meio.

Lusa

  • O mais sério aviso de Marcelo Rebelo de Sousa ao Governo
    3:15
  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • O sorriso de Jorge Jesus quando soube que o símbolo da Juventus mudou
    1:21

    Desporto

    A Juventus surpreendeu grande parte do mundo do futebol quando alterou completamente o emblema. Agora, o símbolo faz lembrar as iniciais do nome do treinador do Sporting. Jorge Jesus não sabia, mas ficou esta terça-feira a saber e parece ter gostado. O técnico de Alvalade regressa quarta-feira ao estádio da equipa italiana, que conhece muito bem.