sicnot

Perfil

Mundo

Tufão Megi causou um morto na China, após deixar rasto de destruição em Taiwan

Tufão Megi causou um morto na China, após deixar rasto de destruição em Taiwan

O tufão Megi atingiu hoje o continente chinês, causando um morto, informou a imprensa estatal, depois de ter deixado um rastro de destruição e quatro mortos na ilha de Taiwan.

A passagem do tufão por Taiwan, na terça-feira, deixou mais de 500 feridos, incluindo oito turistas japoneses, cujo autocarro foi arrastado pelo vento. Um dos turistas encontra-se em estado grave.


O Megi dirigiu-se hoje ao continente chinês, com ventos de 120 quilómetros por hora e chuva torrencial, de acordo com a agência oficial Xinhua.

Os jornais da província de Fujian, na costa leste da China, informaram que um homem morreu, após uma súbita inundação ter atingido a sua casa.

As escolas foram encerradas em toda a província e as ligações ferroviárias suspensas, refere a Xinhua.

Mas os maiores danos ocorreram em Taiwan, onde as escolas e empresas na maioria das cidades continuam fechadas, depois de o tufão ter provocado desmoronamentos e inundações, forçando o encerramento de inúmeras estradas.

Os quatro mortos incluem um homem que caiu de um andaime, devido ao vento, e um adolescente de 17 anos, que se afagou, após o seu barco virar.

O Megi provocou ainda cortes no fornecimento de energia elétrica em mais de 3,12 milhões de casas e paralisou quase totalmente os transportes, com o cancelamento de 426 voos, 122 viagens de barco e de inúmeras ligações ferroviárias, de acordo com o mesmo organismo.

O vento derrubou uma estátua gigante e provocou a queda de andaimes em edifícios em construção, postes, centenas de árvores, e arrastou viaturas, incluindo autocarros, e contentores em toda a ilha.

Os deslizamentos de terra e lama multiplicaram-se, em particular nas zonas montanhosas.

Cerca de 4.300 pessoas foram realojadas em abrigos temporários.

Com Lusa

  • Quase 200 queixas por dia sobre serviços de saúde em 2017
    1:46

    País

    Foram apresentadas, em 2017, quase 200 queixas por dia sobre o funcionamento dos serviços de saúde públicos e privados. As questões administrativas e os tempos de espera foram as principais razões das mais de 70 mil reclamações recebidas pela Entidade Reguladora da Saúde.

  • Fim de semana com chuva e descida da temperatura

    País

    A chuva regressa hoje a Portugal continental e permanece pelo menos até ao início da semana, prevendo-se ainda uma descida da temperatura máxima entre 04 a 06 graus Celsius, disse à Lusa a meteorologista Cristina Simões.

  • 45 anos de Partido Socialista
    3:31

    País

    O PS completou 45 anos esta quinta-feira. Acaso ou não, a festa aconteceu um dia depois de terem ficado concluídos dois acordos com o PSD que fazem renascer o debate sobre o posicionamento ideológico do partido socialista.

  • Senado aprova à tangente novo diretor da NASA

    Mundo

    O Senado norte-americano aprovou na quinta-feira, à tangente, a nomeação do novo diretor da agência espacial norte-americana, com 50 votos favoráveis contra 49, colocando à frente da NASA um cético das alterações climáticas, adiantou a Efe.

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
    Mudar de Vida

    Mudar de Vida

    5ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    No "Mudar de Vida" desta quinta-feira damos a conhecer mais um caso de quem teve coragem de arriscar e procurar um novo futuro. Susana Moraes é uma economista que decidiu seguir a paixão pela dança. 

  • Mágico comove audiência do Britain's Got Talent com a história de cancro da mulher e da filha
    5:16