sicnot

Perfil

Mundo

Arábia Saudita apela aos EUA para que revogue legislação sobre os atentados do 11 de setembro

​O governo saudita apelou hoje ao congresso dos EUA para que atue de forma a parar "as consequências desastrosas" da lei anti-saudita sobre os atentados de 11 de setembro de 2001.

Esta lei é "uma fonte de grande inquietação", declarou um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros saudita que, citado pela agência noticiosa oficial saudita, SPA, convidou ""o Congresso norte-americano a tomar as medidas necessárias para acabar com as consequências desastrosas e perigosas" da lei sobre as relações entre os dois Estados.

Na quarta-feira, o Congresso dos EUA rejeitou por grande maioria um veto do Presidente Barack Obama a uma lei que autoriza os familiares das vítimas dos atentados do 11 de setembro a processarem a Arábia Saudita.

Esta lei "enfraquece a imunidade dos Estados", uma situação que "vai ter um impacto negativo sobre todos os Estados, incluindo os EUA", preveniu o porta-voz saudita, sublinhando a oposição do governo do Presidente Obama ao texto.

O documento recolheu "a oposição de vários Estados", acrescentou o porta-voz saudita, esperando que "a sabedoria prevaleça".

A Arábia Saudita, que sente o voto hostil do Congresso como "uma facada nas costas", poderia ripostar reduzindo a sua cooperação com os EUA, designadamente no contraterrorismo, segundo alguns analistas.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.