sicnot

Perfil

Mundo

Cientistas criam o primeiro mapa global sobre diversidade genética na Terra

Um grupo de cientistas da Universidade de Copenhaga dirigidos pelo espanhol David Nogués-Bravo elaborou o primeiro mapa global de diversidade genética no planeta, que é maior nos trópicos e nas áreas com menor impacto humano.

O estudo, publicado hoje na revista Science, baseia-se na análise de quase 93.000 sequências genéticas de mais de 4.500 espécies de mamíferos terrestres e anfíbios, retiradas das bases de dados públicas e dando-lhes coordenadas geográficas.

"Nunca tínhamos tido uma visão global sobre a distribuição da diversidade biológica, não a nível de espécies, mas de genética. É como se fosse o primeiro telescópio e estivéssemos a descobrir as primeiras constelações", explicou Nogués-Bravo, professor associado do Centro de Macroecologia, Evolução e Clima.

A investigação revela duas conclusões, nomeadamente que é nas regiões tropicais onde há maior diversidade genética e que a atividade humana reduziu aquela diversidade, expondo os animais a um risco mais alto de extinção.

A diversidade genética está unida à capacidade de adaptação às mudanças pelo que, em teoria, os trópicos estão melhor preparados para os enfrentar do que as zonas polares, onde a variedade é menor.

"Temos indicações de uma espécie aqui e ali, mas não há um padrão global. Os trópicos são como as arcas da diversidade genética", afirmou o investigador espanhol.

Os dados analisados mostram também que os mamíferos e anfíbios que vivem nas áreas que sofreram mais alterações provocadas pelos humanos são as que têm menor diversidade genética e mais dificuldades em adaptarem-se às mudanças do meio ambiente.

Apesar da grande quantidade de material genético, as bases de dados públicas carecem de mais coordenadas.

Os investigadores usaram referências geográficas ou toponímicas incluídas no material para averiguar as coordenadas através de algoritmos, mas o resultado final apenas representa cerca de 35% de todo o conhecimento sobre sequências genéticas.

Por isso é necessário melhorar as estratégicas para classificar dados e desenvolver algoritmos de pesquisa de dados para referenciar geograficamente os milhões de sequências disponíveis, adverte o estudo.

"No fundo, continuamos a saber muito pouco da biodiversidade do planeta", admitiu Nogués-Bravo, ressalvando que o estudo inclui outro mapa batizado como o da "ignorância".

A maioria do conhecimento existente vem da Europa Ocidental, América do Norte e Extremo Oriente, enquanto nas zonas como os trópicos, onde há mais variedade genética, temos menos conhecimentos.

A elaboração do mapa vai permitir compreender como funcionam os mecanismos que controlam o número de espécies, avaliar a capacidade para se adaptarem às mudanças e defender a biodiversidade.

"O passo seguinte é perceber onde vamos perder mais diversidade genética devido às alterações climáticas. Já estamos a trabalhar nisso", explicou Nogués-Bravo.

Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.

  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC