sicnot

Perfil

Mundo

Ciudadanos propõe que Espanha use o mesmo fuso horário de Portugal

O partido espanhol de centro-direita Ciudadanos apresentou esta quinta-feira no parlamento uma proposta de resolução sobre um pacto para a flexibilização da jornada laboral, que inclui a sugestão de que Espanha passe a usar o mesmo fuso horário de Portugal.

O grupo parlamentar do Ciudadanos quer incentivos para as empresas que apliquem medidas de flexibilização da jornada laboral para todos os seus empregados.

Entre outras propostas, o partido pretende introduzir horários flexíveis de entrada e saída do local de trabalho, aplicar fórmulas de teletrabalho, reduzir o tempo reservado às refeições para 30 a 45 minutos, compatibilizar os calendários escolar e laboral e recuperar o fuso horário GMT (o mesmo de Lisboa no horário de inverno).

O Ciudadanos também defende a criação de um crédito fiscal adicional por cada criança com idade até aos três anos e incentivos para as empresas que ofereçam serviços de infantário aos seus trabalhadores.

A formação dirigida por Albert Rivera apela para a promoção ativa da igualdade de género dentro das empresas, para identificar as situações de discriminação na hora de tomar decisões sobre promoções e contratações.

O grupo parlamentar do Ciudadanos quer ver instaurada uma cultura de transparência no processo de seleção em todos os níveis de contratação e obrigar as empresas cotadas em bolsa a estabelecer objetivos claros de representação de mulheres em altos cargos e conselhos de administração.

Lusa

  • Madonna diz que América nunca desceu tão baixo
    2:12

    Mundo

    No mundo artístico, foram várias as vozes que se levantaram contra Trump, entre elas Madonna. A cantora disse esta quinta-feira em Nova Iorque, a propósito do dia da tomada de posse, que nunca a América desceu tão baixo. Já o ator Matthew McConaughey - que está em Londres - garantiu que não ia perder a cerimónia pela televisão.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida