sicnot

Perfil

Mundo

Homem herdou dos primatas violência contra a própria espécie

Rob Griffith/ AP

Os seres humanos herdaram dos antepassados primatas a tendência para se matarem uns aos outros, revela um novo estudo. E apesar das notícias que diariamente são dadas sobre assassínios, o Homem nem é o mamífero que mais mata os da sua espécie.

A teoria vigente é a de que os seres humanos são violentos por natureza, mas um novo estudo vem afirmar que a tendência para se matarem uns aos outros é herdada dos primatas.

Os cientistas da Estación Experimental de Zonas Áridas e Universidade de Granada em Espanha compilaram dados sobre a morte de cerca de 4 milhões de mamíferos, pertencentes a 1024 espécies, incluindo 600 diferentes populações humanas que viveram nos últimos 50 mil anos.

Na origem da nossa espécie, os seres humanos matavam seis vezes mais os seus semelhantes que a média dos mamíferos. A taxa subiu gradualmente até chegar ao pico de 12%, na Idade Média, caindo nos séculos seguintes. Atualmente somos menos violentos que no nosso passado pré-histórico.

Nem todos os mamíferos são violentos. O estudo mostra que cerca de 40% das 1024 espécies de mamíferos analisadas é que matam os seus semelhantes - e aqui os primatas são dos mais violentos.

"Enquanto 0,3% das mortes de mamíferos são causadas por elementos da mesma espécie, essa percentagem sobe para 2,3% no ancestral comum dos primatas". É esta a nossa herança.

Mas o ser humano ultrapassou este legado da evolução - sobretudo devido à organização em sociedade, às leis, a atitudes culturais que rejeitam a violência.

© Rebecca Naden / Reuters

O mamífero mais mortífero é...

No final das contas, os humanos nem estão do "top 5 dos mais mortíferos". Nem estão também aqueles mamíferos que associamos a violência, como os leões ou os lobos.

O mamífero que mais mata o seu semelhante é a suricata - uma em cada cinco é morta por outro membro da sua espécie.

  • Paulo Macedo pede calma para o bem do banco
    1:45

    Caso CGD

    Paulo Macedo falou pela primeira vez desde que foi eleito o novo Presidente da Caixa Geral de Depósitos e, para o bem do banco público, pediu calma a todos. Passos Coelho veio dizer que a recapitalização da Caixa pode ter de ser feita no verão do próximo ano para salvaguardar o défice deste ano. Já António Costa preferiu não comentar as declarações de Passos e diz que o banco público há muito que precisava de ser recapitalizado.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade.