sicnot

Perfil

Mundo

Rússia diz que mantém bombardeamentos na Síria apesar de apelos dos EUA

© Abdalrhman Ismail / Reuters

A Rússia anunciou hoje que vai continuar com os bombardeamentos na Síria, apesar dos apelos dos Estados Unidos para que suspenda os ataques a Alepo.

"Moscovo prossegue a sua operação aérea de apoio à luta antiterrorista das Forças Armadas sírias", disse aos jornalistas o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

"Tomámos infelizmente nota do caráter não construtivo da retórica de Washington nos últimos dias", acrescentou.

Na quarta-feira, o chefe da diplomacia norte-americana, John Kerry, disse que os Estados Unidos deixarão de cooperar com a Rússia na Síria se Moscovo não suspender os bombardeamentos contra a cidade de Alepo (norte).

No mesmo dia, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, considerou que o bombardeamento dos dois principais hospitais daquela cidade constitui "crime de guerra", e o chefe da diplomacia francesa, Jean-Marc Ayrault, anunciou ter proposto à ONU uma resolução para um cessar-fogo.

"Moscovo mantém o seu interesse na cooperação com Washington tanto para a aplicação dos acordos como para aumentar a eficácia da luta contra o terrorismo na Síria", disse Peskov.

"Mas Moscovo também espera que as obrigações que Washington aceitou assumir serão respeitadas. Até ao momento, não foram", acrescentou.

Os Estados Unidos e a Rússia lideram os esforços internacionais para pôr termo à guerra iniciada na Síria há cinco anos e, a 9 de setembro, acordaram num cessar-fogo, ao abrigo do qual Moscovo devia obter de Bashar al-Assad o fim dos bombardeamentos contra civis e Washington pressionar os rebeldes a distanciar-se dos 'jihadistas'.

O cessar-fogo não perdurou, com acusações mútuas de responsabilidade.

Lusa

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.