sicnot

Perfil

Mundo

Polícia colombiana detém mais de 200 traficantes de droga

A polícia colombiana apanhou 238 suspeitos de tráfico de droga e desmantelou 15 gangues criminosos em dez dos 32 distritos do país, anunciaram esta sexta-feira as autoridades.

Os suspeitos capturados estão ligados "não apenas ao tráfico de drogas, mas também ao homicídio de 63 pessoas", declarou aos jornalistas o chefe da polícia da Colômbia, General Jorge Hernando Nieto.

A "Operação Temis II" decorreu ao longo de várias horas nos distritos (conhecidos na Colômbia por departamentos) de Antioquia, Boyaca, Caldas, Casanare, Cundinamarca, Huila, Narino, Santander, Tolima e Valle del Cauca.

As autoridades colombianas infiltraram agentes nos gangues e estes revelaram que os criminosos usavam menores, sem-abrigos, condutores de táxi e vendedores de rua para vender drogas.

"Algumas das organizações agora desmanteladas eram compostas por clãs familiares que se dedicavam a estas atividades ilícitas desde há décadas", informaram as autoridades.

Durante as operações anti-droga, as autoridades da Colômbia também apanharam os suspeitos enquanto estes cometiam crimes como homicídios, extorsão, ameaças, assaltos, posse ilegal de armas de fogo, associação criminosa e uso de menores para cometer crimes.

A Colômbia é o maior produtor mundial de planta da coca, a base para a produção de cocaína. É também o maior produtor mundial de cocaína, com um volume estimado de 646 toneladas no ano passado, segundo as Nações Unidas.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".