sicnot

Perfil

Mundo

Presidente filipino não elogiou Hitler, mas quer matar milhões

O porta-voz do Presidente filipino disse hoje que Rodrigo Duterte não quis elogiar Adolf Hitler nem destacar o Holocausto como modelo para a sua violenta campanha contra o narcotráfico, que em três meses causou milhares de mortos.

Duterte gerou uma nova polémica ao declarar na sexta-feira que "gostaria de massacrar" os três milhões de toxicodependentes no país, tal como o líder nazi fez com milhões de judeus "para salvar a próxima geração da perdição".

As declarações provocaram a apresentação de um protesto formal da Alemanha na Embaixada das Filipinas em Berlim, a condenação da ONU e críticas dos Estados Unidos, que as classificou de "profundamente perturbadoras".

O porta-voz da presidência filipina, Ernesto Abella, disse que as palavras de Duterte eram uma referência "oblíqua" a Hitler e ao Holocausto.

"As Filipinas reconhecem o profundo significado da experiência judaica e a sua trágica e dolorosa história. No queremos menosprezar a profunda perda de seis milhões de judeus no Holocausto", disse Abella à emissora da rádio estatal DZRB.

"A referência do Presidente ao massacre foi uma deflexão oblíqua à forma como tem sido retratado como um assassino em massa, um Hitler, um rótulo que rejeita", acrescentou o porta-voz.

"Da mesma maneira traça uma conclusão oblíqua na qual, se o Holocausto foi uma tentativa de exterminar a futura geração de judeus, as mortes (da campanha antidrogas) que lhe é atribuída, resultará, de qualquer forma, na salvação da próxima geração de filipinos",concluiu Abella.

Duterte defende como necessária a campanha que iniciou em junho para acabar com o tráfico de drogas no país, que segundo dados oficiais já causou mais de 3.500 mortos, apesar das críticas da ONU, Estados Unidos, União Europeia e organizações de defesa dos direitos humanos.

Duterte ganhou folgadamente as eleições presidenciais com a promessa de acabar com a droga e a delinquência nos primeiros seis meses de mandato.

Desde então, instou, por inúmeras vezes, a polícia e os próprios cidadãos a matar traficantes e consumidores de droga.

Lusa

  • Militar ferido com gravidade em acidente com Pandur
    1:19

    País

    O acidente em Vila Real que envolveu uma viatura militar fez três feridos. Uma das vítimas ficou em estado grave e teve de ser transportada de helicóptero para o Hospital Santo António do Porto. O militar ficou encarcerado no veículo blindado, o que dificultou os trabalhos de socorro.

  • Bebé nasce na Ucrânia com ADN de três pais

    Mundo

    Nasceu a 5 de janeiro, na Ucrânia, uma menina filha de um casal infértil graças à ajuda de uma nova técnica de fertilização in vitro, que conta com a colaboração de uma terceira pessoa. De acordo com o britânico The Times, os médicos utilizaram pela primeira vez um método denominado transferência pronuclear. Esta não é, contudo, a primeira vez que nasce um bebé com ADN de três progenitores.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".