sicnot

Perfil

Mundo

Turquia aprova permanência de militares no Iraque e Síria por mais um ano

O parlamento turco aprovou este sábado, por larga maioria, a permanência por mais um ano dos militares turcos nas suas missões no Iraque e na Síria.

Em virtude desta decisão, os militares turcos poderão agir no Iraque e na Síria até ao final e outubro de 2017, segundo a agência France Presse.

Depois de ter sido acusada durante muito tempo de complacência com os jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI), Ancara lançou a 24 de agosto uma ofensiva militar na Síria, batizada de "Escudo de Eufrates", para apanhar, não só elementos do EI, mas também milícias curdas na fronteira.

A permanência dos militares turcos foi decretada em outubro de 2014, antes de ter sido prolongada uma primeira vez em setembro de 2015.

A decisão foi aprovada pelos apoiantes do Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP, no poder), pelos sociais-democratas do CHP e pelos nacionalistas do MHP. O único partido pró-curdo do HDP (Partido Democrático do Povo) opôs-se a este prolongamento, apoiado pelo governo turco.

A Turquia dispõe de tropas estacionadas no Iraque, na base de Bashiqa, na província de Ninive, para treinar voluntários iraquianos sunitas com vista à recuperação de Mossul, a segunda cidade iraquiana tomada pelo EI em junho de 2014.

Lusa

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.