sicnot

Perfil

Mundo

EUA retiram pessoal de Guantanamo perante ameaça do furação Matthew

A marinha dos EUA ordenou a retirada obrigatória de todo o pessoal não essencial da base naval de Guantánamo (Cuba) e respetivas famílias perante a ameaça do furação Matthew, de categoria 4 e que mantém em alerta o leste da ilha.

A "retirada obrigatória" inclui "dependentes, crianças em idade escolar, famílias com necessidades especiais e os seus animais de estimação", indicou em comunicado Julie Ann Ripley, porta-voz da base naval norte-americana em Guantánamo.

Na base, onde está instalada uma prisão para suspeitos de terrorismo com 61 detidos, vivem cerca de 6.000 pessoas, incluindo funcionários da marinha dos Estados Unidos e respetivas famílias, e trabalhadores contratados da Jamaica e Filipinas.

Segundo o boletim oficial emitido hoje às 01:00 (hora de Lisboa), o furacão encontrava-se a 580 quilómetros de Port-au-Prince (Haiti) e a 620 quilómetros a sudeste de Kingston (Jamaica), e estava "estacionário" com ventos máximos de 240 quilómetros por hora, indicou o NHC.

O furacão Matthew desceu para a categoria 4 depois de ter alcançado na sexta-feira a categoria máxima na escala de Saffir-Simpson, informou o centro nacional de furações (CNH na sigla em inglês) dos Estados Unidos.

A categoria 4 é a penúltima da escala Saffir-Simpson, que mede de 1 a 5 a intensidade dos furacões.

A Administração de Oceanos e Atmosfera dos Estados Unidos prevê para este ano a formação de entre dez e 16 tempestades tropicais, das quais entre quatro e oito podem chegar a furacões.

Lusa

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.