sicnot

Perfil

Mundo

Polícia turca detém irmão do pregador muçulmano Fethullah Gulen

A polícia turca deteve um irmão do pregador muçulmano Fethullah Gulen, acusado pela Turquia de ter instigado o fracassado golpe em julho e que vive exilado nos Estados Unidos, anunciou este domingo a agência noticiosa pró-governamental Anadolu.

Acusado de ser "membro de uma organização armada terrorista", Kutbettin Gulen foi detido em Izmir (província turca conhecida pelas praias do mar Egeu) em casa de um familiar e colocado sob custódia policial, acrescentou a mesma agência.

É o primeiro irmão de Fethullah Gulen a ser detido após a tentativa de golpe de 15 de julho deste ano.

Segundo artigos antigos dos 'media' turcos, Fethullah Gulen, exilado nos Estados Unidos desde 1999, tem cinco irmãos: Seyfullah e Hasbi -- que já morreram -, Mesih, Salih e Kutbettin. Também tem duas irmãs, Nurhayat e Fazilet.

A Turquia acusa o dissidente Fethullah Gulen, antigo aliado do Presidente da Turquia, e o movimento por ele fundado, o Hizmet, de ter orquestrado e realizado o golpe falhado, que terminou com 270 mortos, 34 deles golpistas, e vários milhares de feridos.

Na sequência da tentativa de golpe militar, o Governo de Ancara declarou o estado de emergência e desencadeou uma purga em diversos organismos estatais e setores da sociedade turca, incluindo nas áreas da justiça, educação, defesa e comunicação social, para localizar os alegados seguidores de Fethullah Gulen.

Desde o início deste processo sem precedentes, 32 mil pessoas foram detidas na Turquia. Para não sobrecarregar o sistema prisional, o Governo de Ancara decidiu libertar 38 mil presos condenados.

A Turquia já pediu por diversas ocasiões a extradição de Fethullah Gulen.

Lusa

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.