sicnot

Perfil

Mundo

Impressão a 3D promete acabar com calvície

Reuters

Uma nova tecnologia promete pôr fim à calvície. Através da bioimpressão - impressão a 3D na medicina -, o processo permite obter um folículo capilar vivo, capaz de produzir cabelo.

A tecnologia é o resultado de uma parceria entre o grupo francês L'Oréal com a startup de biotecnologia Poietis e consiste no uso de lasers para a bioimpressão de tecidos humanos como o folículo capilar.

"A ideia é conseguir algo que não foi realizado até agora: bioimprimir um minúsculo órgão, o folículo, em vez de imprimir cabelo", conta a responsável da L'Oréal Patricia Pineau.

A impressora posiciona células em três dimensões de forma detalhada e forma camadas de células minúsculas para criar tecido vivo.

As experiências com engenharia de tecidos humanos têm vindo a ser feitas há já alguns anos. Por todo o mundo, cerca de dez equipas fazem pesquisa sobre o crescimento do cabelo, do Reino Unido à Rússia, japão e Estados Unidos.

  • Primatóloga Jane Goodall na Cimeira National Geographic em Lisboa
    3:00

    País

    Qual o futuro do planeta? O desperdício alimentar. A relação do homem com os animais. São estes alguns dos temas da cimeira da National Geographic que decorre entre hoje e amanhã em Lisboa. Entre os oradores está Jane Goodall, a primeira cientistas a estudar chimpanzés selvagens.

  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.