sicnot

Perfil

Mundo

Impressão a 3D promete acabar com calvície

Reuters

Uma nova tecnologia promete pôr fim à calvície. Através da bioimpressão - impressão a 3D na medicina -, o processo permite obter um folículo capilar vivo, capaz de produzir cabelo.

A tecnologia é o resultado de uma parceria entre o grupo francês L'Oréal com a startup de biotecnologia Poietis e consiste no uso de lasers para a bioimpressão de tecidos humanos como o folículo capilar.

"A ideia é conseguir algo que não foi realizado até agora: bioimprimir um minúsculo órgão, o folículo, em vez de imprimir cabelo", conta a responsável da L'Oréal Patricia Pineau.

A impressora posiciona células em três dimensões de forma detalhada e forma camadas de células minúsculas para criar tecido vivo.

As experiências com engenharia de tecidos humanos têm vindo a ser feitas há já alguns anos. Por todo o mundo, cerca de dez equipas fazem pesquisa sobre o crescimento do cabelo, do Reino Unido à Rússia, japão e Estados Unidos.

  • Alemães protestam contra a Extrema-Direita
    0:39
  • Incêndio urbano em Coimbra deixa cinco pessoas desalojadas

    País

    Um incêndio numa habitação na cidade de Coimbra deixou este domingo cinco pessoas desalojadas, disse à agência Lusa fonte dos Bombeiros Sapadores. Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Coimbra adiantou que o fogo destruiu uma parte substancial de um edifício de três andares em frente à sede da Associação Académica de Coimbra, na rua Padre António Vieira.