sicnot

Perfil

Mundo

Nobel distingue desenvolvimentos na área da autofagia

Nobel distingue desenvolvimentos na área da autofagia

É o primeiro Prémio Nobel do ano. A academia sueca decidiu atribuir o Nobel da Medicina ao japonês Yoshinori Ohsumi pelas descobertas na área da autofagia, o processo que se encarrega da degradação e reciclagem dos componentes celulares.

  • Descobertas de Oshumi "levaram a um novo paradigma"
    0:18

    Mundo

    O japonês Yoshinori Ohsumi recebu o Nobel da Medicina pelas suas investigações sobre os mecanismos da autofagia, um processo fundamental na degradação e reciclagem dos componentes celulares. Segundo o júri do Nobel, as descobertas de Oshumi "levaram a um novo paradigma na compreensão de como a célula recicla o seu conteúdo"."As suas descobertas abriram o caminho à compreensão da importância fundamental da autofagia em muitos processos fisiológicos, como a adaptação à fome ou a resposta à infeção. As mutações nos genes da autofagia podem provocar doenças e o processo autofágico está envolvido em diversos problemas, incluindo o cancro e a doença neurológica.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.