sicnot

Perfil

Mundo

Número de mortos em ataque suicida em casamento na Síria sobe para 22

Um terrorista suicida fez-se explodir esta segunda-feira durante a festa de um casamento no nordeste da Síria, resultando na morte de 22 civis.

A habitual fonte de informação do Daesh, a agência Amaq, assegurou que um dos seus membros tinha "atacado uma reunião de combatentes (curdos) com armas automáticas e um colete de explosivos na periferia da cidade de Hassaké". Esta reivindicação não mencionou o casamento.

Hassaké é controlada pelas forças curdas, inimigo figadal daquele grupo, que tem expulso de várias localidades, desde há dois anos.

"Um suicida fez-se explodir no interior de uma sala na vila de Tall Tawil, no norte de Hassaké, onde decorria o casamento de um combatente das Forças Democráticas Sírias (FDS), matando pelo menos 22 pessoas", disse o diretor do Observatório Sírio dos Direitos Humanos, Rami Abdel Rahmane, à AFP.

As FDS resultam de uma coligação entre árabes e curdos para combater aquele grupo, e contam com o apoio dos EUA.

Uma fonte hospitalar em Hassaké disse à AFP que "havia mais de 20 mortos e dezenas de feridos".

Por seu turno, a agência noticiosa oficial síria, SANA, elevou a quantidade de vítimas mortais para 30 e o de feridos para 90.

Hassaké, controlada quase totalmente pelos curdos, é frequentemente atacada pelo grupo.

Os combatentes curdos estão na vanguarda do combate contra o Daesh e obtiveram várias vitórias no norte e leste do país, mas foram alvo de vários atentados suicidas.

Com Lusa

  • Militar ferido com gravidade em acidente com Pandur
    1:19

    País

    O acidente em Vila Real que envolveu uma viatura militar fez três feridos. Uma das vítimas ficou em estado grave e teve de ser transportada de helicóptero para o Hospital Santo António do Porto. O militar ficou encarcerado no veículo blindado, o que dificultou os trabalhos de socorro.