sicnot

Perfil

Mundo

EUA pedem a talibãs uma paz "honrada" com autoridades de Cabul

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, pediu hoje aos talibãs no Afeganistão que selem uma paz "honrada" com as autoridades de Cabul, de forma a garantir a reconstrução do país, que está em guerra há décadas.

"Há um caminho para um fim honrado de um conflito que os talibãs têm realizado, um conflito que não pode e não será ganho no campo de batalha. Uma solução negociada com o Governo afegão é a única maneira de pôr fim aos combates", afirmou John Kerry, durante uma conferência internacional de doadores em Bruxelas.

Há muito tempo que os Estados Unidos têm defendido um processo de "reconciliação" entre as autoridades afegãs e os talibãs que, para John Kerry, é a "única maneira de garantir a estabilidade e alcançar uma redução completa das forças internacionais".

Os Estados Unidos, que estão fortemente envolvidos militarmente no Afeganistão desde os ataques de 11 de setembro de 2001, têm atualmente cerca de 9.800 soldados naquele país, mas deverão reduzir o contingente para 8.400 militares já na próxima semana.

Estes soldados são responsáveis por aconselhar e treinar as forças afegãs, mas também têm um mandato para combater os talibãs e o Daesh, que apareceu no Afeganistão no início do ano passado.

Para incentivar Cabul e os talibãs a fazer a paz, Kerry lembrou o exemplo do acordo assinado no final de setembro entre Cabul e um dos seus piores criminosos de guerra, Gulbuddin Hekmatyar, que agora está exilado e a quem foi dada imunidade e um possível retorno político.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.