sicnot

Perfil

Mundo

Merkel reivindica papel para a UE nos grandes desafios mundiais

© Axel Schmidt / Reuters

A chanceler alemã, Angela Merkel, defendeu esta quarta-feira que a União Europeia (UE) deve ter um papel na resposta aos grandes desafios mundiais e cumprir o que promete para recuperar a confiança dos cidadãos.

Merkel, que intervinha num fórum empresarial em Berlim, defendeu também a sua política de acolhimento de refugiados como uma questão de valores e princípios e a aposta do seu governo no futuro acordo de comércio livre com os Estados Unidos (TTIP), políticas que lhe têm valido fortes críticas internas.

"Precisamos da UE como ator comum nas grandes perguntas sobre a evolução do mundo", disse a chanceler, depois de enumerar desafios como a crise migratória, os conflitos na Síria e na Ucrânia ou o fraco crescimento económico da Europa.

A chanceler precisou que não se trata de a UE perseguir "grandes visões" ou "mudanças nos tratados", mas de ser "mais rápida" em "algumas decisões", dando como exemplo a grande diferença de ritmo entre o progresso tecnológico e o desenvolvimento legal comunitário nessa matéria.

Por outro lado, acrescentou, é importante "implementar o que é acordado", porque o contrário deixa "as pessoas desconfiadas" e só cumprindo se recupera "a credibilidade" perante os cidadãos.

Na base das grandes questões do mundo atual, defendeu, está o grau de abertura que os países estão dispostos a ter.

Nesse contexto, o Brexit, a decisão do Reino Unido de sair da UE, é "um primeiro passo para uma menor integração", e consequentemente um menor grau de abertura.

Para que o Reino Unido possa ter acesso ao mercado comum, frisou, tem de aceitar e aplicar "as quatro liberdades fundamentais" da UE, que incluem "a liberdade de circulação de pessoas" que Londres rejeita.

Lusa

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.