sicnot

Perfil

Mundo

Nicolás Maduro diz que não haverá referendo para o tirar do poder

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse na terça-feira que não haverá referendo para revogar o seu mandato e que a prioridade nacional é recuperar a economia, não realizar eleições.

"A prioridade, na Venezuela, não é fazer eleições, a prioridade é a economia, recuperar a produção (...) há que ser claro", disse, no programa de rádio e televisão "Em Contato com Maduro", transmitido desde o Quartel da Montanha, onde repousam os restos de Hugo Chávez, que presidiu o país entre 1991 e 2013.

"Maduro está aqui e vai continuar aqui (...) porque aqui não haverá [referendo] revogatório", frisou.

Segundo o chefe de Estado, "a oposição venezuelana não pode considerar que será Governo porque não tem ideias, não têm projeto".

No seu entender, a vitória da oposição nas últimas eleições parlamentares foi apenas um "tropeção".

"Na Venezuela, a revolução teve um tropeção a 06 de dezembro, mas a revolução é irreversível, graças à vanguarda social, extensa, coletiva, de grande qualidade humana", disse.

A oposição venezuelana quer realizar um referendo para revogar o mandato presidencial em 2016 e tem acusado o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) de atrasar propositadamente a calendarização das diferentes etapas do processo, para demorar a saída de Nicolás Maduro do poder.

Se o referendo se realizar até 10 de janeiro de 2017 deverão ser convocadas novas eleições presidenciais, segundo a legislação venezuelana.

Se a consulta ocorrer depois daquela data, o vice-Presidente da Venezuela em funções, atualmente Aristóbulo Isturiz, assumirá os destinos do país até 2019, quando termina o atual mandato presidencial.

A 28 de setembro o CNE afastou a possibilidade de o referendo se realizar antes de meados do primeiro trimestre de 2017.

Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.

  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC