sicnot

Perfil

Mundo

Autoridades dos EUA criam site para ajudar população a enfrentar o furacão Matthew

© Henry Romero / Reuters

Através do site da agência que fornece aos militares um mapa interativo das estradas de evacuação, as autoridades norte-americanas mobilizam o poderio da internet para ajudarem as populações a enfrentarem o devastador furacão Matthew.

A agência aeroespacial de informações militares NGA criou um sítio dedicado ao furacão, que pode ser visto aqui.

O site reúne e disponibiliza "dados, produtos e serviços geoespaciais não classificados, para ajudar o governo norte-americano a responder ao furacão".

O Matthew intensificou-se esta quinta-feira para categoria 4, com ventos de 220 quilómetros horários. A sua chegada ao território sudeste do Estado da Florida está prevista para a noite, após o que deve subir ao longo da costa até chegar ao Estado da Carolina do Sul.

O sítio vai recensear inundações, destruições materiais, fechos de estradas e pontes, os edifícios atingidos, os deslizes de lama ou ainda os locais de aterragem possíveis para os helicópteros de socorro.

O Departamento de Transportes da Carolina do Sul desenvolveu um mapa interativo consagrado às estradas de evacuação, indicando onde estão e onde a circulação está afetada.

Mais de dois milhões de pessoas foram aconselhadas fortemente a abandonar o litoral, antes da chegada do furacão, que devastou o Haiti, onde provocou 108 mortes, pelo menos, e ganhou entretanto força.

  • Furacão Matthew ganha força a caminho da Florida
    1:32

    Mundo

    Pelo menos 69 pessoas morreram no Haiti na passagem do furacão Matthew. As Nações Unidas garantem que metade da população precisa de ajuda imediata. A tempestade dirige-se agora para a costa este dos Estados Unidos que já está de prevenção.

  • Furacão Matthew é o mais grave dos últimos 10 anos
    2:40

    Mundo

    Os Estados Unidos ativaram um plano de emergência para preparar a chegada do furacão Mathew que já matou mais de uma dezena de pessoas e fez centenas de feridos à passagem pelo Haiti, República Dominicana e Cuba. As autoridades anunciaram a deslocação de mais de 1 milhão de pessoas. O presidente Barack Obama pediu aos americanos que sigam à risca os alertas das autoridades locais.

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".