sicnot

Perfil

Mundo

Autoridades dos EUA criam site para ajudar população a enfrentar o furacão Matthew

© Henry Romero / Reuters

Através do site da agência que fornece aos militares um mapa interativo das estradas de evacuação, as autoridades norte-americanas mobilizam o poderio da internet para ajudarem as populações a enfrentarem o devastador furacão Matthew.

A agência aeroespacial de informações militares NGA criou um sítio dedicado ao furacão, que pode ser visto aqui.

O site reúne e disponibiliza "dados, produtos e serviços geoespaciais não classificados, para ajudar o governo norte-americano a responder ao furacão".

O Matthew intensificou-se esta quinta-feira para categoria 4, com ventos de 220 quilómetros horários. A sua chegada ao território sudeste do Estado da Florida está prevista para a noite, após o que deve subir ao longo da costa até chegar ao Estado da Carolina do Sul.

O sítio vai recensear inundações, destruições materiais, fechos de estradas e pontes, os edifícios atingidos, os deslizes de lama ou ainda os locais de aterragem possíveis para os helicópteros de socorro.

O Departamento de Transportes da Carolina do Sul desenvolveu um mapa interativo consagrado às estradas de evacuação, indicando onde estão e onde a circulação está afetada.

Mais de dois milhões de pessoas foram aconselhadas fortemente a abandonar o litoral, antes da chegada do furacão, que devastou o Haiti, onde provocou 108 mortes, pelo menos, e ganhou entretanto força.

  • Furacão Matthew ganha força a caminho da Florida
    1:32

    Mundo

    Pelo menos 69 pessoas morreram no Haiti na passagem do furacão Matthew. As Nações Unidas garantem que metade da população precisa de ajuda imediata. A tempestade dirige-se agora para a costa este dos Estados Unidos que já está de prevenção.

  • Furacão Matthew é o mais grave dos últimos 10 anos
    2:40

    Mundo

    Os Estados Unidos ativaram um plano de emergência para preparar a chegada do furacão Mathew que já matou mais de uma dezena de pessoas e fez centenas de feridos à passagem pelo Haiti, República Dominicana e Cuba. As autoridades anunciaram a deslocação de mais de 1 milhão de pessoas. O presidente Barack Obama pediu aos americanos que sigam à risca os alertas das autoridades locais.

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.