sicnot

Perfil

Mundo

Kylie Minogue só se casa quando casamentos gay forem legalizados na Austrália

O noivo de Kylie Minogue disse que o casal não vai dar o nó até que o casamento entre casais do mesmo sexo não seja legalizado. A cantora australiana, de 48 anos, e o ator inglês Joshua Sasse, de 28, anunciaram o noivado no início deste ano e até chegaram a pensar marcar o casamento para o verão.

Recentemente o casal tornou-se porta-voz da campanha "Say I Do Down Under", que apoia a igualdade no casamento.

Joshua diz que ambos gostavam de casar na cidade australiana de Melbourne mas não o querem fazer até que a lei seja alterada.

"Quando eu descobri que o casamento gay era ilegal na Austrália, fiquei surpreso", disse Joshua. "Simplesmente não consigo entender, quer a nível moral ou religioso, que eu tenha direito a casar, e a casar com a pessoa que amo, e que alguém não pode fazer o mesmo por causa da sua orientação sexual", acrescentou.

Nas páginas do Twitter de Kylie e Joshua, são publicados posts relativos à campanha "Say I Do Down Under" com alguma regularidade, para além disso, o casal também participa em eventos onde dá entrevistas sobre o tema.

O governo australiano propôs a realização de uma votação sobre o casamento do mesmo sexo para fevereiro de 2017. Até lá, pelo menos, Kylie e Joshua não casam.

  • 10 Minutos com Ana Catarina Mendes
    10:28

    10 Minutos

    A secretária geral adjunta do PS diz que não percebe porque é que o PSD levou tanto tempo a escolher o candidato à Câmara de Lisboa. Em entrevista no 10 Minutos da SIC Noticias, Ana Catarina Mendes considerou ainda que Pedro Passos Coelho não tem estado à altura de um líder da oposição. Quanto às legislativas, entende que o PS deve concorrer sozinho às eleições.

    Entrevista na íntegra

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.