sicnot

Perfil

Mundo

Obama desencadeia plano de ajuda para a Florida em antecipação de furacão

© Javier Galeano / Reuters

O Presidente norte-americano, Barack Obama, desencadeou um plano de ajuda federal ao Estado da Florida, no sudeste, que vai ser atingido nas próximas horas pelo devastador furacão Matthew, que já causou mais de 100 mortes nas Caraíbas.

Ao decretar o estado de emergência federal, Obama permite o desbloqueio imediato dos meios de assistência federais e às agências da segurança interna e de gestão das situações de emergência coordenar as suas ações, segundo um comunicado da Casa Branca.

O ministro do Interior do Haiti, François Anick Joseph, disse hoje que o furacão provocou pelo menos 108 mortos no país.

O "extremamente perigoso" furacão Matthew ganhou hoje nova intensidade, com ventos de 220 quilómetros por hora, enquanto se aproximava da costa sudeste da Flórida, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos.

Num boletim emitido durante a manhã (16:00 em Lisboa), o NHC indicou que o poderoso furacão de categoria 4 Matthew se encontra 40 quilómetros a oeste-noroeste de Nassau (Bahamas) e a 290 quilómetros a sudeste de West Palm Beach, costa sudeste da Flórida.

Lusa

  • Furacão Matthew ganha força a caminho da Florida
    1:32

    Mundo

    Pelo menos 69 pessoas morreram no Haiti na passagem do furacão Matthew. As Nações Unidas garantem que metade da população precisa de ajuda imediata. A tempestade dirige-se agora para a costa este dos Estados Unidos que já está de prevenção.

  • Furacão Matthew é o mais grave dos últimos 10 anos
    2:40

    Mundo

    Os Estados Unidos ativaram um plano de emergência para preparar a chegada do furacão Mathew que já matou mais de uma dezena de pessoas e fez centenas de feridos à passagem pelo Haiti, República Dominicana e Cuba. As autoridades anunciaram a deslocação de mais de 1 milhão de pessoas. O presidente Barack Obama pediu aos americanos que sigam à risca os alertas das autoridades locais.

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28