sicnot

Perfil

Mundo

Polónia rejeita petição pela proibição do aborto

© Reuters

O Parlamento polaco rejeitou esta quinta-feira a iniciativa popular que pedia a proibição quase total do aborto e penas de prisão para as mulheres que abortem, uma decisão que se segue a protestos generalizados sobre a medida.

A iniciativa popular, apoiada pelo partido conservador no poder na Polónia, Lei e Justiça, foi admitida à discussão pelo Parlamento no passado dia 23 de setembro, precisamente pelo partido que apoia o Governo, que agora se demarcou da mesma, argumentando não estar de acordo com a defesa de penas de prisão para as mulheres que pratiquem a interrupção voluntária da gravidez.

Na passada segunda-feira, cerca de 100 mil polacas vestidas de negro protestaram em todo o país contra a possibilidade de endurecimento da lei do aborto em vigor, considerada uma das mais restritivas da Europa.

Lusa

  • Lisboa assinala fim das obras no Saldanha
    2:39