sicnot

Perfil

Mundo

FARC e Governo mantêm cessar-fogo e admitem "ajustamentos" ao acordo de paz

© John Vizcaino / Reuters

A guerrilha das FARC e o Governo colombiano comprometeram-se hoje a manter um cessar-fogo "bilateral e definitivo" e a promover "ajustamentos" ao acordo de paz, após a sua rejeição por referendo na Colômbia.

"Reiteramos o nosso compromisso (...) em manter o cessar-fogo bilateral e definitivo decretado em 29 de agosto passado", indica um comunicado conjunto dos negociadores que desde 2012 promovem conversações de paz em Havana.

As duas partes referiram ainda estarem dispostas a concretizar "ajustamentos" ao acordo assinado em 26 de setembro, mas rejeitado no domingo pelos colombianos num referendo com forte abstenção de 62%, motivando novas incertezas no desfecho do processo de paz.

Este anúncio surge no dia da atribuição do Prémio Nobel da Paz ao Presidente colombiano Juan Manuel Santos, celebrada por políticos de diversos setores pelo apoio que implica ao atual processo de paz, destinado a terminar com um conflito com mais de 50 anos.

O complexo conflito armado colombiano implicou as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), formadas em 1964 na sequência de uma revolta camponesa, e outras guerrilhas de extrema-esquerda, milícias paramilitares de extrema-direita, grupos com ligações ao narcotráfico e as forças armadas.

A violência causou mais de 260 mil mortos, 45 mil desaparecidos e 6,9 milhões de deslocados.

Lusa

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.