sicnot

Perfil

Mundo

Portuguesa na Florida relata cenário de devastação

Portuguesa na Florida relata cenário de devastação

Ontem por volta da meia noite, hora de Lisboa, já se podia respirar de alívio na Florida. Uma portuguesa que vive no estado norte-americano há 10 anos, Elizabeth Pereira, contou à SIC que optou por não fugir de casa mas diz que o cenário de devastação no seu bairro é grande.

  • "As pessoas tendem a não dar ouvidos às autoridades"
    4:42

    Mundo

    O furacão Mathew dirige-se agora para os Estados norte-americanos da Geórgia e da Carolina do Sul, depois de ter atingido a Flórida. O correspondente da SIC nos Estados Unidos, Luís Costa Ribas, diz que "as pessoas tendem a não dar ouvidos às autoridades" e por isso todo o dispositivo de prevenção foi reforçado para que não se repita um episódio semelhante ao que aconteceu com o Katrina. Esta sexta-feira Barack Obama aconselhou os cidadãos a dirigirem-se aos postos de ajuda existentes.

  • Português na Florida afirma que ventos continuam fortes
    4:01

    Mundo

    Eddie Branquinho está a viver na Florida e falou com a SIC sobre o furacão Matthew, que já fez um morto no estado norte-americano. O português diz que os ventos continuam fortes, mas já abrandaram um "pouco". Eddie Branquinho relata que está a ouvir as árvores caírem sobre a sua casa. O português falou ainda sobre a maneira como os oficiais pedem às pessoas para se prepararem para este tipo de situações.

  • Portuguesa em Orlando diz que não se vê ninguém na rua
    3:25

    Mundo

    Carla Duarte está num hotel na Florida, onde falou à SIC em direto sobre o furacão Matthew que está a afetar zona. A portuguesa diz que o vento está mais calmo, contudo o nevoeiro cerrado continua. Carla Duarte afirma ainda que não se vê ninguém na rua. Todas as informações - como manter-se dentro de casa - estão a ser dadas por televisão.

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.