sicnot

Perfil

Mundo

Três pessoas detidas na Alemanha por ligações a jovem suspeito de preparar atentado

Três pessoas foram detidas na localidade de Chemnitz, leste da Alemanha, por terem ligações ao jovem sírio suspeito de preparar um ataque à bomba e que continua a ser procurado pelas autoridades.

O porta-voz dos serviços criminais do Estado de Saxónia indicou à imprensa que o principal suspeito ainda não foi detido.

A polícia identificou o suspeito como Jaber Albakr, um sírio de 22 anos, nascido em Saasaa/Damasco em casa de quem foram encontrados explosivos.

Os três detidos são conhecidos do jovem sírio, sendo que dois deles foram presos nas proximidades da estação central de Chemnitz e o terceiro no centro da cidade.

A zona da casa do suspeito foi vedada e, nas redes sociais, a polícia solicitou, em alemão e em inglês, que a população permaneça nas suas casas na zona dentro do perímetro de segurança e que siga as instruções policiais.

"Por favor, não publiquem fotos ou vídeos das medidas policiais, caso contrário podem estar a colocar em risco a operação", lê-se noutra mensagem publicada na rede social Twitter pela polícia.

À imprensa local, habitantes na zona vedada contaram terem sido acordados manhã cedo por agentes da polícia, armados com metralhadoras, que lhes disseram para sair dos edifícios. Os habitantes abandonaram a área em autocarros.

Foi evacuado pelo menos um bloco de apartamentos da zona conhecida como Fritz-Heckert, na parte Sul de Chemnitz e construída na época do regime comunista e que inclui 90 mil moradores.

A região da Saxónia foi cenário, nos últimos meses, de vários incidentes xenófobos, incluindo vários ataques contra centros de refugiados.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.