sicnot

Perfil

Mundo

Alemanha reforça segurança em estações de comboios e aeroportos

A polícia alemã reforçou hoje a segurança nas estações de comboio e aeroportos, na sequência da suspeita da preparação de um ataque à bomba por parte de um jovem sírio, que continua a monte desde sábado.

Um dia depois do início da operação em Chemnitz, na região da Saxónia, o Ministério da Administração Interna comentou que o país continua na "mira do terrorismo internacional", enquanto a polícia federal informou ter sido reforçada a vigilância, pelo menos, até segunda-feira, sobretudo em "infraestruturas críticas".

A definição refere-se a aeroportos, estações de comboios e outros edifícios e locais relacionados com prestações de serviços básicos para a população, como centrais elétricas e redes de distribuição de água.

O suspeito de planeamento de um ataque é Jaber Albakr, um sírio nascido em janeiro de 1994, e que, segundo a imprensa local, chegou no ano passado à Alemanha e solicitou asilo.

A polícia detonou, de forma controlada, explosivos encontrados no apartamento do jovem e crê que o homem possa ser perigoso e desconhece onde está e se está armado.

Pela parte do Ministério da Administração Interna não foi descartada a hipótese de a Alemanha ser alvo de ataques, como os ocorridos em França e na Bélgica.

Mas a operação antiterrorista de sábado mostrou que as forças de segurança alemãs "estão muito atentas".

Lusa

  • Governo vai avaliar situação da associação Raríssimas
    1:41

    País

    O Governo promete avaliar a situação da instituição Raríssimas e agir em conformidade, depois da denúncia de alegadas irregularidades na gestão financeira. A presidente da instituição terá usado dinheiro da Raríssimas para gastos pessoais como vestidos de alta-costura e alimentação. Esta é uma instituição que apoia doentes e famílias que convivem de perto com doenças raras. 

  • Diáconos permanentes: quem são e que cargo ocupam na comunidade católica
    10:04
  • Múmia quase intacta descoberta em Luxor
    1:23

    Mundo

    O Egito anunciou, este sábado, a descoberta de dois pequenos túmulos com 3.500 anos na cidade de Luxor. Foram também encontrados uma múmia em bom estado de conservação, uma estátua do deus Ámon Ra e centenas de artefactos de madeira e cerâmica ou pinturas intactas.