sicnot

Perfil

Mundo

Hamas reivindica autoria de ataque em Jerusalém

O movimento islâmico Hamas reclamou a autoria do ataque de hoje em Jerusalém, no qual morreram dois israelitas, outros cinco ficaram feridos e o autor foi abatido a tiro pela polícia.

"A operação foi levada a cabo por Musbah Abu Subeij, de 39 anos, do bairro palestiniano de Silwán, em Jerusalém Este", lê-se num comunicado oficial do Hamas, citado pela agência Efe.

De acordo com o comunicado, Abu Subeij era conhecido por ser um dos membros ativos do movimento em Jerusalém Este, a parte da cidade ocupada por Israel desde 1967 e reclamada pelos palestinianos como capital do seu Estado.

"Antes de sacrificar a sua alma hoje, sacrificava sempre o seu dinheiro e anos de vida pela mesquita de Al Aqsa e por Jerusalém. A sua principal preocupação era defender a mesquita", diz o Hamas.

Segundo a mesma fonte, Abu Subeij cumpriu pena durante vários anos em prisões israelitas e era procurado pela polícia.

"A polícia israelita esperava que Abu Subeij se entregasse para cumprir uma pena de quatro meses de detenção administrativa (...). Mas [Abu Subeij] preferiu o caminho dos mujahideen (combatentes, em árabe) e desempenhou esta heroica operação", refere o Hamas.

Por outro lado, as autoridades judiciais israelitas optaram pela não divulgação das circunstâncias do ataque, identidade do agressor ou dados das vítimas.

O movimento islâmico elogiou a ação do que denominou ser a "Intifada de Al Quds" [Revolta de Jerusalém], uma onda de violência que atinge a região há um ano e já custou a vida a 234 palestinianos, mais de dois terços dos quais quando levavam a cabo ataques ou presumíveis ataques.

Nestes ataques morreram 42 pessoas, entre 38 israelitas, dois norte-americanos, um eritreu e um transeunte palestiniano.

O incidente de hoje ocorreu quando um palestiniano disparou contra várias pessoas nas proximidades da Esquadra de Polícia Central de Israel, localizada na zona leste de Jerusalém, tendo depois fugido para o bairro de Sheik Jarraj, onde, mais tarde, foi morto pela polícia na sequência de uma troca de tiros.

"A Intifada de Al Quds está em marcha e nada a parará. A operação de hoje conseguiu surpreender o inimigo e foi levada a cabo apesar das fortes medidas de segurança israelitas", concluiu o Hamas, referindo-se ao nível de alerta por causa do período de festas judaicas do ano novo.

Lusa

  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho.