sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 10 militares turcos mortos em ataque do PKK

Pelo menos 17 militares turcos morreram e 30 ficaram feridos hoje num ataque da guerrilha do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) contra uma esquadra no extremo sudeste da Turquia, segundo a agência semipública Anadolu.

Membros do proscrito PKK lançaram um carro bomba contra um controlo de estrada localizado ao lado de uma esquadra de polícia na província de Hakkari, na fronteira com o Iraque e o Irão, causando, pelo menos, oito mortos e cinco feridos.

No sábado, as forças armadas turcas indicaram ter matado oito guerrilheiros na mesma província, local habitual de confrontos entre as duas partes.

O PKK e o Estado turco suspenderam em julho de 2015 um cessar-fogo, que durava há mais de dois anos e meio.

Considerado como um grupo terrorista pela União Europeia, Estados Unidos e Turquia, o PKK iniciou a sua luta armada em 1984 para defender direitos da minoria curda na Turquia.

Com Lusa

  • Reclusos que fugiram de Caxias tiveram cúmplices
    1:59

    País

    Uma falha de Portugal poderá explicar a libertação de um dos dois chilenos que fugiram de Caxias e foram apanhados em Espanha. As autoridades portuguesas atrasaram-se a enviar o mandado de detenção e a polícia espanhola libertou o fugitivo. Na investigação da fuga, acredita-se que os 3 reclusos tiveram cúmplices e a namorada de um deles já foi interrogada.

  • Jovem indiano acorda a caminho do próprio funeral

    Mundo

    Um jovem indiano chocou os seus parente e amigos, depois de acordar no caminho para o seu próprio funeral. No mês antes, Kumar Marewad foi levado para o hospital após ser mordido por um cão de rua, ficando em estado grave.

  • Bilhete de desculpas valeu uma bolsa de estudo

    Mundo

    Um jovem chinês ganhou uma bolsa de estudos no valor de 10 mil yuan (cerca de 1.380 euros), depois de danificar acidentalmente um carro de luxo. Isto, porque após os estragos, o jovem deixou um bilhete de desculpas ao dono, assim como todo o dinheiro que tinha com ele, como compensação.