sicnot

Perfil

Mundo

Sobe para 15 o número de mortes provocadas pelo Matthew nos EUA

Sobe para 15 o número de mortes provocadas pelo Matthew nos EUA

O furacão Matthew perdeu força na aproximação à costa dos Estados Unidos, mas fez pelo menos 15 mortos, e pelo caminho deixou avultados prejuízos. Milhares de pessoas começam agora a regressar a casa. Ainda há previsão de chuva forte e risco de inudações nos Estados norte-americanos da Carolina do Norte e da Virgínia.

  • Mais de 800 mortes no Haiti
    1:50

    Mundo

    No Haiti, o número de mortes causadas pelo Furacão Matthew já ultrapassa as 870. O Governo haitiano reconhece que a situação é muito grave e apela à ajuda internacional para o país tentar recuperar daquela que é uma das piores catástrofes de sempre no Haiti.

  • Furacão Matthew deixa rastro de destruição nos Estados Unidos
    2:25

    Mundo

    O furação Matthew já fez, pelo menos, quatro vítimas mortais nos Estados Unidos. A tempestade tem perdido intensidade, ainda assim destrói casas e árvores pela força do vento e das chuvas fortes. O estado de emergência foi declarado para os estados da Carolina do Norte, Florida, Georgia e Carolina do Sul.

  • Pelo menos 2 mortos em Guadalupe à passagem do furacão Maria

    Mundo

    A passagem na terça-feira do furacão Maria pelo arquipélago francês de Guadalupe, nas Caraíbas, provocou a morte de duas pessoas, indicou o governo. Em declarações à Rádio RCI, Eric Maire, delegado do governo, disse que um homem morreu devido à queda de uma árvore, e que outra pessoa foi encontrada morta junto ao mar.

  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.