sicnot

Perfil

Mundo

8 milhões de euros por uma placa de matrícula

indiatimes.com

Um empresário do Dubai arrematou em leilão uma placa de matrícula de automóvel por 33 milhões de dirhams, 8 milhões de euros.

"Adoro coleccionar placas de matrícula únicas e estou orgulhoso de a ter conseguido", disse Balwinder Sahani ao jornal Gulf News. O empresário indiano chegou a afirmar que compraria mesmo se a licitação chegasse aos "50 ou mesmo 100 milhões" de dirhams.

A placa é única porque tem inscrito apenas o número 5. Vai agora ser colocada num dos Rolls Royce deste proprietário de uma empresa internacional de imobiliário.

Balwinder Sahani já tinha comprado a placa número 9 em 2015 por 25 milhões de dirhams - 6 milhões de euros.

A Autoridade dos Transportes do Dubai organiza regularmente leliões de placas de matrícula que atraem milionários ávidos de publicidade.

Mais de 300 pessoas participaram neste leilão de sábado num grande hotel do Dubai onde foram leiloadas 80 placas.

  • Rui Vitória não espera facilidades frente ao Tondela
    1:34

    Desporto

    O líder do campeonato, o Benfica, recebe este domingo o último classificado, o Tondela. Na conferência de antevisão do encontro, Rui Vitória afirmou que não espera facilidades. O treinador do Benfica falou ainda de Sebastian Coates.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.