sicnot

Perfil

Mundo

Deputados britânicos proibidos de usar Apple Watch no Parlamento

© Issei Kato / Reuters

Os deputados britânicos estão impedidos de usar um Apple Watch nas reuniões de Governo, que receia a pirataria informática dos russos. De acordo com os media, a mesma medida vai ser tomada pelo Governo australiano.

De acordo com o Telegraph, o Governo receia que o microfone integrado no relógio possa ser usado para ouvir discussões políticas de alto nível, sobretudo por espiões russos.

A decisão surge na sequência do anúncio feito na semana passada pelo Governo norte-americano que acusou formalmente a Rússia de ter pirateado o Comité Democrático Nacional.

Nas reuniões dos membros do Governo britânico já são proibidos os telemóveis, pelo que a proibição dos relógios Apple é mais do que natural, já que as vulnerabilidades dos aparelhos são as mesmas.

Na Austrália a medida também está a ser implementada. Segundo declarações de um conselheiro do primeiro-ministro Malcolm Turnbull ao Fairfax Media, todo o equipamento que tenha uma ligação à Internet tem de ser proibida nas reuniões do Governo - de óculos a ténis.

  • As novidades da Apple
    1:37

    Mundo

    A Apple anunciou esta quarta-feira o novo iPhone 7 e 7 Plus, bem como uma nova série de relógios inteligentes, à prova de àgua e com GPS. O iPhone 7 e 7 Plus vão estar à venda já no fim da próxima semana.

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".