sicnot

Perfil

Mundo

França abre a primeira "sala de chuto"

A França inaugurou a primeira sala de consumo de drogas, seguindo o exemplo de vários países europeus como a Alemanha, Holanda, Noruega e Espanha.

A ministra da Saúde francesa considerou que este é um passo importante para o sistema de saúde em França. Marisol Toraine acredita que as condições de muitos toxicodependentes tornaram-se uma questão de saúde pública, já que um em cada dez toxicodependentes são portadores do HIV e pelo menos um em cada quatro terá sido infetado com hepatite C.

O novo centro de apoio, localizado no centro de Paris e que gerou alguma polémica, vai fornecer seringas desinfetadas e acompanhar os toxicodependentes na prevenção de overdoses e de transmissão de doenças.

O Ministério da Saúde estima que a partir desta sexta-feira, data da abertura oficial, cerca de 100 pessoas utilizem o espaço diariamente.

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.