sicnot

Perfil

Mundo

Governo iraquiano acusa Presidente turco de deitar óleo na fogueira

O Governo iraquiano acusou esta terça-feira o Presidente da Turquia de "deitar óleo na fogueira" e Ancara de falta de seriedade no contencioso sobre a presença de tropas turcas no Iraque.

Erdogan "está a deitar óleo na fogueira" com as suas últimas declarações, disse Saad al-Hadithi, porta-voz do primeiro-ministro iraquiano, em declarações à agência noticiosa France-Presse, acrescentando que as respostas da Turquia tornaram uma questão em torno da lei e da segurança num "problema de natureza pessoal".

O responsável iraquiano reagia a declarações prévias do Presidente turco, que criticou de forma particularmente assertiva o primeiro-ministro iraquiano Haidar al-Abadi, aconselhando-o a "manter-se no seu lugar" após as suas críticas contra a presença militar turca no Iraque.

"Ele insulta-me pessoalmente. Tu não és o meu interlocutor, tu não estás ao meu nível", frisou Erdogan, no decurso de uma intervenção em Istambul transmitida pela televisão.

"Parece que a Turquia não está a ser séria com o Iraque na resolução do problema", acentuou Hadithi.

O primeiro-ministro iraquiano tem apelado à Turquia para retirar as suas tropas estacionadas perto de Mossul (norte), e referiu que não vão desempenhar qualquer função na operação em preparação e destinada a retomar a cidade aos 'jihadistas' do grupo Estado Islâmico (EI).

A Turquia tem ignorado estes pedidos e na semana passada o primeiro-ministro Binali Yildirim disse que as forças turcas vão permanecer na região de Mossul "para além do que disser o Governo iraquiano em Bagdad".

O contencioso entre as duas capitais prolonga-se há quase um ano e agravou-se quando o parlamento turco decidiu prolongar o mandato sobre a presença militar turca no Iraque por mais um ano.

Desde a década de 1990 que a Turquia mantém tropas deslocadas no norte do Iraque, em zonas que integram a região autónoma curda do Iraque, que também abrange a área perto de Mossul onde estão presentes as forças turcas.

Na prática, as forças de segurança curdas não estão sob o comando de Abadi, o que significa que o apelo para a retirada turca e a pressão sobre os aliados para garantir esse desfecho constitui de momento o seu principal recurso.

O Iraque apelou para uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU para abordar este contencioso, que ameaça complicar os planos para a reconquista de Mossul ao EI.

As tropas iraquianas, apoiadas por conselheiros e forças especiais norte-americanas, preparam atualmente a ofensiva sobre Mossul, mas o início da operação tem registado sucessivos adiamentos.

Lusa

  • Presidente do Tondela diz que clube foi humilhado
    1:26

    Desporto

    O presidente do Tondela participou esta segunda-feira na conferência de imprensa após o jogo da 23.ª jornada da I Liga com o Sporting. Gilberto Coimbra criticou o árbitro do encontro João Capela, e diz que o tempo de compensação dado a mais foi por uma falta que não foi assinalada sobre um jogador do Tondela, Bruno Monteiro.

  • Último golo do Sporting ao Tondela "é legal e limpinho" 
    0:41

    Desporto

    Jorge Jesus entende que a vitória desta segunda-feira do Sporting frente ao Tondela não merece contestação e destaca o facto de o árbitro ter avisado os jogadores que iria prolongar o tempo extra. Para o treinador dos leões, o golo no minuto 99' é legal. 

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC