sicnot

Perfil

Mundo

Grupos sunitas rivais acordam cessar-fogo no norte da Síria

As fações sunitas sírias, Yund al Aqsa e Movimento Islâmico dos Livres de Sham, assinaram um cessar-fogo que põe fim aos confrontos dos últimos dias no norte do país entre os dois grupos.

O pacto entre as duas organizações - difundido através da internet - foi subscrito entre a Frente da Conquista do Levante (a antiga extensão da Al-Qaeda na Síria), de que faz parte o grupo extremista Yund al Aqsa, e o Movimento Islâmico dos Livres de Sham.

O acordo estabelece uma trégua imediata e a abertura de todas as estradas cortadas, a libertação de todos os prisioneiros num prazo de 24 horas (exceto os membros do Yund al Aqsa com ligações ao Estado Islâmico) e a criação de um tribunal para resolver as diferenças existentes entre as partes.

Segundo a agência EFE, o texto assinala que a integração do Yund al Aqsa com a Frente da Conquista do Levante prevê uma "solução para o conflito".

O acordo foi alcançado depois de confrontos entre os Livres de Sham e o Yund al Aqsa, na província de Idleb, no norte da Síria e que se registavam desde o dia 6 de outubro, em Ileb, próximo de Alepo, no norte do país.

Lusa

  • Meryl Streep mais uma vez candidata a um Óscar

    Óscares 2017

    Aos 67 anos, Meryl Streep soma mais uma nomeação para aqueles que são os prémios mais cobiçados de Hollywood. A atriz foi nomeada pela interpretação em "Florence, Uma Diva Fora de Tom". Esta é vigésima vez que a Academia reconhece o trabalho da atriz, que já levou o Óscar para casa três vezes.

    Miguel Domingos

  • Polanski recusa presidir aos "César" por caso de violação em 1977
    1:55

    Cultura

    Roman Polanski já não vai presidir à cerimónia dos prémios César, o equivalente aos Óscares em França. A decisão de se afastar foi tomada esta terça-feira pelo próprio cineasta, na sequência da polémica em que se viu envolvido assim que foi convidado. Em 1977, Polanski foi acusado de ter violado uma adolescente de 13 anos, na Califórnia, declarando-se culpado. O realizador foi agora pressionado por associações feministas, redes sociais e pela ministra francesa dos direitos das mulheres. O diretor do Festival de Cannes Thierry Fremaux diz que falou com o realizador e acha que não é necessário "adicionar mais problemas ao problema".

  • Marcelo quer fazer mais e melhor
    0:48
  • "Andem lá com isso!"
    0:42
  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.