sicnot

Perfil

Mundo

ONU pede à comunidade internacional apoio para o Haiti

A ONU pediu esta terça-feira à comunidade internacional para apoiar o Haiti, que vive uma "tragédia humanitária", após a passagem do furacão Matthew.

"Não há dúvida: isto é uma tragédia humanitária e uma grave situação de emergência com 1,4 milhões de pessoas a necessitarem de ajuda imediata", afirmou a enviada da ONU ao país, Sandra Honoré.

Segundo a ONU, o furacão causou no país a maior crise humanitária desde o sismo de 2010 com 2,1 milhões de pessoas afetadas e pelo menos 372 mortos confirmados até ao momento.

Na zona sul da ilha milhares de pessoas perderam as suas produções agrícolas e as infraestruturas estão bastante danificadas.

A enviada especial da ONU sublinhou a necessidade de a ajudar chegar rapidamente aos afetados, porque as condições sanitárias estão a deteriorar-se, alertando para o perigo de doenças como a cólera.

Para apoiar o país, a ONU pediu 119 milhões de dólares e está a trabalhar com o Governo do Haiti para dar resposta aos problemas mais graves.

Lusa

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Dijsselbloem não comenta hipótese de ser substituído por Mário Centeno
    2:41

    Mundo

    Jeroen Dijsselbloem diz que cabe ao Governo português avançar com o nome de Mário Centeno para a presidência do Eurogrupo, mas não comenta a sondagem que foi feita ao ministro das Finanças português. Ouvido esta quinta-feira no Parlamento Europeu, o Presidente do Eurogrupo esteve no centro das críticas e reafirmou que não se demite.