sicnot

Perfil

Mundo

Turquia rejeita ordens do Iraque sobre tropas destacadas em Mossul

O Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, declarou esta terça-feira que "não aceitará ordens do Governo iraquiano" relativas às tropas turcas destacadas perto da cidade de Mossul e recordou que foi Bagdad quem pediu a presença dos militares.

Erdogan disse que foi o primeiro-ministro iraquiano, Haidar al-Abadi, quem fez esse pedido, e criticou que agora exija a retirada dessas tropas.

"Agora, está a dizer-nos que nos vamos embora, mas o exército turco não perdeu tanto prestígio que tenha de aceitar ordens suas", afirmou Erdogan dirigindo-se a Al-Abadi durante uma intervenção num encontro de líderes islâmicos.

"Conhece os teus limites: Não és meu interlocutor, não estás ao meu nível, não tens os meus quilates, não tens a minha qualidade", frisou o chefe de Estado turco, falando para o governante iraquiano.

Erdogan garantiu que as suas tropas continuarão a fazer "o que é necessário no Iraque".

O Governo turco sustenta que as suas tropas no país árabe atuam como instrutores das forças iraquianas e como oposição ativa aos 'jihadistas' do Daesh.

A Turquia tem soldados destacados na base de Bashika, cerca de 15 quilómetros a leste de Mossul, atualmente "a capital" do EI no Iraque.

O parlamento iraquiano aprovou na terça-feira uma resolução em que instava o Governo a "considerar as tropas turcas estacionadas dentro do território iraquiano como forças de ocupação e hostis" e pediu "a adoção das medidas necessárias" para "as expulsar do Iraque".

O Governo iraquiano já tinha protestado energicamente em dezembro de 2015 contra a presença das tropas turcas em Bashika.

Ancara retirou então parte dos tanques e tropas para o território próximo do Curdistão iraquiano autónomo.

Lusa

  • Bruno de Carvalho manda SMS aos jogadores em nome dos jogadores. Confuso?

    Desporto

    De acordo com a imprensa desta manhã, o presidente do Sporting Clube de Portugal terá enviado mensagens escritas aos jogadores com o seguinte texto "Obrigado presidente pelas felicitações. Ainda temos muito para conquistar juntos" e assinou com o nome do jogador a quem enviou a mensagem. Uma aparente reação ao facto de nenhum dos jogadores ter respondido às mensagens escritas por Bruno de Carvalho, com incentivos e elogios antes e depois da vitória do Sporting frente ao Boavista.

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Governo promete melhorar condições de 26 mil famílias
    1:23

    País

    O ministro do Ambiente explicou esta terça-feira, no Parlamento, as novas medidas para a habitação: reduzir os impostos para arrendamentos longos, melhorar as condições de 26 mil famílias e introduzir o arrendamento vitalício para maiores de 65 anos. Este é um investimento que vai chegar aos 1700 milhões de euros.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31
  • Peixe-galo e batatas rosti, qual o cardápio do encontro entre os líderes das Coreias?

    Mundo

    O menu do encontro entre o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o Presidente sul-coreano, Moon Jae-in, já foi dado a conhecer esta terça-feira. Através do site oficial do Governo, Seul anunciou um cardápio com vários pratos típicos da Península da Coreia, como dumplings ao vapor, arroz cultivado na Coreia, carne grelhada, salada fria com polvo, peixe-galo, batatas rosti e sopa fria.

    SIC

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17