sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Norte expulsa vice-ministro dos Negócios Estrangeiros

A Coreia do Norte expulsou o seu vice-ministro dos Negócios Estrangeiros como punição pela deserção do país do vice-embaixador para o Reino Unido, noticia hoje a imprensa sul-coreana.

O jornal JoongAng Ilbo cita uma fonte anónima próxima dos assuntos norte-coreanos, que afirma que Kung Sok-Ung foi removido do seu cargo e expulso da capital, Pyongyang, enviado para uma zona rural com a sua família.

A decisão terá sido tomada pelo líder do país, Kim Jong-un, após a deserção do vice-embaixador no Reino Unido, Thae Yong-Ho, e da sua família para a Coreia do Sul, há dois meses.

"Desde a deserção de Thae Yong-Ho no final de julho, tem havido uma inspeção generalizada do Ministério dos Negócios Estrangeiros", indicou a fonte.

"Kung Sok-Ung era considerado responsável pelas embaixadas na Europa e foi expulso como resultado", acrescentou.

O jornal indica que quatro outros diplomatas de alto nível responsáveis por assuntos europeus foram também expulsos de Pyongyang.

Kung, de 72 anos, é um diplomata veterano que tem sido responsável pelas relações diplomáticas da Coreia do Norte com a Rússia e com a Europa há quase duas décadas.

Desde que subiu ao poder, em 2011, Kim Jong-un ordenou várias execuções e purgas de dirigentes de alto nível.

Em agosto, o Ministério da Unificação de Seul confirmou que o Norte executou o vice-primeiro-ministro e responsável máximo da Educação, Kim Yong-jin, por mostrar desrespeito para com o líder durante uma reunião.

O caso mais notório foi o do tio de Kim, que chegou a ser o número dois do regime, Jang Song-Thaek, executado por acusações que incluíam traição e corrupção, em dezembro de 2013.

A agência de notícias sul-coreana Yonhap contabiliza que o número de dirigentes do partido executados já ultrapassa os 100.

Lusa

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.

  • "Estar na Web Summit foi dizer em empreendedorês: estamos vivos, estamos aqui!"

    Web Summit

    No seguimento da entrevista à blogger Sara Riobom, que conhecemos durante a WebSummit, trazemos a história de outro jovem português (que não trabalha sozinho) que esteve no evento, em Lisboa, a promover a sua startup. Quis o acaso e as peripécias do direto e do destino que acabasse por receber um visitante ilustre e especial no seu stand: nada mais nada menos do que o primeiro-ministro, António Costa. Recentemente estiveram no Shark Tank, onde conseguiram captar a atenção de um dos “tubarões” do programa da SIC. Mas o que queremos saber é…

    Martim Mariano