sicnot

Perfil

Mundo

Kim Kardashian processa site que a acusa de ter fingido assalto em Paris

© Eduardo Munoz / Reuters

A norte-americana Kim Kardashian vai processar um site de mexericos que acusa a estrela das redes sociais e reality shows de ter fingido ser vítima de um assalto em Paris, a semana passada.

O processo alega danos "não específicos" por difamação, levada a cabo pelo site - Media Takeout - e o seu fundador - Fred Mwangaguhunga.

As autoridades judiciais francesas deram, entretanto, hoje início à instrução do inquérito sobre o roubo.

Segundo a agência France Presse, o juiz de instrução criminal deu início ao inquérito na terça-feira sobre o "prática de roubo e sequestro cometido por uma associação de malfeitores", num apartamento de um hotel de Paris.

Na noite de 02 de outubro, Kim Kardashian, 35 anos, estrela da televisão nos Estados Unidos, foi assaltada, na capital francesa, por cinco homens armados que levaram joias avaliadas em nove milhões de euros.

Entretanto, a polícia já recolheu provas de ADN no apartamento de Kim Kardashian mas os testes ainda não foram concluídos.

  • Assaltantes levam anel de noivado de Kim Kardashian no valor de 4 milhões de euros
    1:21

    Mundo

    A estrela das redes sociais e reality shows Kim Kardashian foi assaltada por dois homens que se fizeram passar por polícias em Paris. A socialite esteve amarrada e foi ameaçada com uma arma de fogo dentro do próprio apartamento. Os ladrões levaram uma caixa com joias no valor de 6 milhões de euros. Uma das peças roubadas foi o anel de noivado que Kanye West ofereceu, no valor de quatro milhões de euros.

  • Kim Kardashian assaltada em Paris
    1:02

    Mundo

    Kim Kardashian foi assaltada, em Paris, por cinco homens armados, disfarçados de polícias que lhe roubaram joias avaliadas em vários milhões de euros. A celebridade foi roubada na casa onde estava alojada, numa das zonas mais caras da capital francesa, onde se encontra para ver os desfiles da semana da moda.

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".