sicnot

Perfil

Mundo

Gorila recapturado depois de fugir do zoo de Londres

(Arquivo)

© Thomas Mukoya / Reuters

Um gorila foi esta quinta-feira recapturado depois de ter conseguido escapar do local onde estava enclausurado, no Jardim Zoológico de Londres.

O incidente foi resolvido depois do animal ter sido encontrado, cerca de duas horas após a fuga, por membros do staff do zoo, que dispararam um tranquilizante para o dominar.

A fuga aconteceu por volta das 17h00 e obrigou alguns visitantes a trancarem-se no café do zoo durante vários minutos.

Uma das testemunhas, que visitava o zoo acompanhado pela filha e cunhado, disse à BBC que os três mostraram-se contra a decisão de atirar sobre o gorila.

A fuga acontece quatro meses e meio depois de outro gorila ter sido morto a tiro pelos responsáveis do zoo de Cincinnati, nos Estados Unidos, depois de uma criança ter caído para o local onde o animal estava enclausurado. Uma decisão que gerou muita polémica e revolta nas redes sociais.

  • "Ainda falta muito em termos de estudo"
    3:51

    Opinião

    Uma equipa internacional de astrónomos, detetou, fora do Sistema Solar, sete planetas semelhantes à Terra, onde a água poderá existir em estado líquido. O anúncio foi feito esta quarta-feira pela NASA. Pedro Machado, do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço, esteve na Edição da Tarde para falar sobre esta descoberta.

  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.