sicnot

Perfil

Mundo

MNE diz que Guterres interpreta os mais vulneráveis melhor do que ninguém

O ministro dos Negócios Estrangeiros português, disse esta quinta-feira em Nova Iorque que o secretário-geral da ONU designado, António Guterres, "interpreta melhor do que ninguém, neste momento, as aspirações mas também as necessidades e o sofrimento dos mais vulneráveis."

"As Nações Unidas acabam de escolher para seu secretário-geral uma pessoa que interpreta melhor do que ninguém, neste momento, as aspirações mas também as necessidades e o sofrimento dos mais vulneráveis e que foi muito claro ao dizer ao que vem", disse Augusto Santos Silva, que participou na sessão da Assembleia-geral da ONU que aclamou António Guterres como 9.º secretário-geral da organização.

"Quando [António Guterres] diz 'o valor que me interessa é a dignidade humana' e 'o que é preciso cultivar mais eficazmente é a diplomacia da paz", está a dizer ao que vem", acrescentou.

No primeiro discurso na Assembleia-geral da ONU, após aclamação como novo líder das Nações Unidas, que iniciará funções em 1 de janeiro de 2017, António Guterres repetiu as duas palavras que resumem o que sentiu quando soube da decisão tomada pelo Conselho de Segurança de o indicar para liderar a organização internacional: "gratidão e humildade".

Mas agora juntou-lhe "um profundo sentido de responsabilidade", garantindo que não terá todas as respostas, nem imporá opiniões.

"O que posso dizer, como pessoa que conhece bem António Guterres e teve a honra de lidar de perto com ele, é que não se espera outra coisa do próximo secretário-geral além de liderança, independência e capacidade de ouvir todos e estar junto daqueles que estão em posição mais vulnerável", defendeu o ministro.

"Esse é o compromisso da vida dele. O compromisso que teve na carreira política nacional e, evidentemente, a sua marca nos dez anos como Alto-comissário para os Refugiados", acrescentou.

Santos Silva disse que o novo secretário-geral da ONU "foi muito claro em definir o tópico fundamental da sua agenda: a diplomacia para a paz" e que "definiu claramente quais eram os interesses de que era porta-voz, que são os interesses das populações, dos povos, e não os interesses das grandes potências e muito menos da estrutura interna das Nações Unidas."

O chefe da diplomacia portuguesa sublinhou ainda um ponto comum em todos os discursos que antecederam a primeira apresentação de António Guterres como secretário-geral designado: "A enorme unidade que se formou no âmbito da Assembleia-geral e no âmbito do Conselho de Segurança à volta da sua candidatura."

Lusa

  • Donald Tusk quer trabalhar com proximidade a Guterres

    Mundo

    O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, disse esta quinta-feira ter recebido "com grande satisfação" a escolha de António Guterres para secretário-geral das Nações Unidas, com quem afirma querer trabalhar sobre migrações, terrorismo, mudanças climáticas e paz.

  • Presidente e Governo franceses saúdam nomeação de Guterres

    Mundo

    O Presidente francês, François Hollande, felicitou hoje António Guterres pela nomeação como secretário-geral das Nações Unidas, considerando que estará "plenamente à altura" dos desafios que o mundo enfrenta, como o terrorismo, alterações climáticas e tragédias humanitárias.

  • Os principais momentos da escolha de Guterres para secretário-geral

    Guterres na ONU

    O antigo primeiro-ministro português António Guterres foi confirmado esta quinta-feira como secretário-geral da ONU, concluindo um processo de seleção considerado como o mais transparente da história das Nações Unidas. O antigo Alto-Comissário das Nações Unidas para os Refugiados venceu todas as votações realizadas pelo Conselho de Segurança, apesar de vários dirigentes políticos defenderem uma mulher da Europa de Leste para o cargo. Conheça aqui alguns dos principais momentos do processo de escolha do novo secretário-geral da ONU.

  • O que foi dito sobre António Guterres

    Guterres na ONU

    António Guterres foi aclamado esta quinta-feira secretário-geral da ONU. A agência Lusa reuniu uma série de citações sobre a escolha do antigo primeiro-ministro português para o mais alto cargo das Nações Unida. Conheça aqui o que foi dito sobre António Guterres.

  • A emotiva aclamação de António Guterres
    3:02

    Guterres na ONU

    A assembleia-geral da ONU confirmou esta quinta-feira a escolha feita pelo Conselho de Segurança, há uma semana. António Guterres foi aclamado como novo secretário-geral das Nações Unidas. No discurso, Guterres voltou a apresentar-se com "gratidão e humildade" e prometeu manter um "grande sentido de responsabilidade."

  • Guterres promete ser um mediador ao serviço de todos
    1:44

    Guterres na ONU

    No primeiro discurso na Assembleia-geral da ONU, após aclamação como 9.º secretário-geral das Nações Unidas, que iniciará funções em 1 de janeiro de 2017, António Guterres prometeu ser um mediador, trabalhar ao serviço de todos e proteger as mulheres e os mais fracos.

  • "A Minha Outra Pátria": o drama da Venezuela no Jornal da Noite
    2:12

    Reportagem Especial

    Quase cinco mil emigrantes regressaram à Madeira nos últimos meses por causa da crise económica, social e política na Venezuela. Os pedidos de ajuda ao Governo Regional dispararam. Muitos luso-venezuelanos voltaram às origens com pouco mais do que a roupa do corpo. "A Minha Outra Pátria", Reportagem Especial de hoje.

  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24
  • Como fugir às comissões bancárias
    7:24

    Contas Poupança

    Há muitos casos em que ter uma conta no banco está a dar prejuízo. Os juros são tão baixos e as comissões de manutenção de conta são tão altas que há portugueses que todos os meses perdem dinheiro apenas porque têm dinheiro no banco. O Contas Poupança foi à procura de alternativas.

  • Governo reconhece seca severa no continente desde 30 de junho

    País

    O Governo reconheceu, hoje, a existência de uma situação de seca severa no território continental, desde 30 de junho, que consubstancia um fenómeno climático adverso, com repercussões negativas na atividade agrícola, em despacho publicado hoje em Diário da República.

  • Produtores de maçã de Armamar dizem não ter recebido resposta do Ministério
    2:14

    País

    Os produtores de maçã de Armamar estão preocupados. Parte da produção foi destruída pelo mau tempo. Contudo, duas semanas depois, ainda não há resposta do Ministério da Agricultura aos pedidos de ajuda. Mais de 60 produtores com 800 hectares foram afetados e as árvores atingidas pelo granizo podem não conseguir produzir no próximo ano.

  • Bebé Charlie Grad já não vai receber tratamento nos EUA

    Mundo

    A mãe de Charlie Grad disse esta segunda-feira que o bebé poderia ter vivido uma vida normal, caso tivesse começado a receber tratamento cedo. Já o pai admitiu que o filho não iria viver até ao primeiro aniversário. O bebé foi diagnosticado com uma doença rara e um hospital em Inglaterra pediu permissão para desligar a ventilação artificial e fornecer-lhe cuidados paliativos. O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos aceitou e, até hoje, os pais travaram uma batalha na Justiça para suspender a decisão na esperança de irem tratar o filho nos Estados Unidos da América.

  • Número de mortos em atentado em Cabul sobe para 31

    Mundo

    O número de mortos no atentado com um carro armadilhado atribuído aos talibãs, esta segunda-feira de manhã em Cabul, subiu para 31, aos quais se somam cerca de 40 feridos, de acordo com um novo balanço das autoridades.

  • Pelo menos cinco feridos em ataque na cidade suíça de Schaffhausen

    Mundo

    Pelo menos cinco pessoas ficaram hoje feridas na sequência de um ataque, na cidade suíça de Schaffhausen. De acordo com as autoridades, as vítimas foram atacadas por um homem armado com uma motosserra, que está a ser procurado pela polícia. As autoridades descartaram a hipótese de "ato terrorista".

  • Oposição pressiona Maduro com anúncio de manifestações e greve geral
    1:34