sicnot

Perfil

Mundo

Milhares nas ruas de Bogotá para pedir paz na Colômbia

Milhares de pessoas manifestaram-se na quarta-feira na capital da Colômbia, Bogotá, para pedir a paz no país e que seja aplicado o acordo assinado entre o Governo e a guerrilha das FARC, rejeitado num referendo.

Segundo a agência de notícias EFE, a "marcha das flores" reuniu cerca de dez mil pessoas e entre os manifestantes estavam vítimas do conflito armado que durou mais de 50 anos.

Os participantes gritaram frases como "nem um menino, nem uma menina, nem um beijo para a guerra", "acordo assinado, acordo respeitado" ou "porque o povo merece, o acordo permanece".

A "marcha das flores" foi convocada pela Organização Nacional dos Indígenas da Colômbia, pela Federação Colombiana de Educadores e por reitores das universidades e outras instituições de educação da cidade.

O Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, acompanhou os manifestantes durante alguns minutos e reiterou o seu empenho em que "este processo continue e se consolide".

Os colombianos rejeitaram a 02 de outubro, num referendo, o acordo de paz com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), com o "não" a reunir 50,21% dos votos.

O acordo foi assinado a 26 de setembro pelo Presidente da Colômbia e o líder da guerrilha, Rodrigo Londoño, conhecido como Timochenko.

© John Vizcaino / Reuters

Na semana passada já tinha havido outra manifestação com milhares de pessoas em Bogotá para pedir a paz e um grupo de jovens mantém-se acampado desde então em frente da Catedral Primada, na praça Bolívar, a principal praça da cidade.

Ainda na quarta-feira, à noite, Juan Manuel Santos fez uma declaração ao país pela televisão em que garantiu que continua a dialogar com setores e organizações da sociedade "para avançar na união nacional para a paz".

Juan Manuel Santos foi este mês distinguido com o prémio Nobel da Paz por causa do acordo de paz que conseguiu com as FARC.

Lusa

  • Novo dia de protestos contra expropriações na ilha do Farol
    2:30

    País

    A sociedade Polis Ria Formosa concluiu a tomada de posse das construções identificadas como ilegais na ilha do Farol, na Ria Formosa, em Faro. No segundo dia da operação, sob fortes protestos da população, os técnicos da Polis, escoltados pela Polícia Marítima, expropriaram hoje mais 18 construções.

  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Zeca Afonso morreu há 30 anos
    1:11
  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira