sicnot

Perfil

Mundo

Neto encomenda pizza para saber se a avó estava bem após o furacão

Claire Olsen vive sozinha em Palm Cost, no estado norte-americano da Florida, uma das zonas mais afetadas pelo furacão Mathew, e esteve dois dias sem dar sinal de vida. Depois de várias tentativas frustradas dos familiares para falarem com a mulher, de 87 anos, a solução foi encomendar uma pizza de pepperoni.

O neto de Claire Olsen disse à ABC News que ficou muito preocupado depois de saber que a avó - que vive sozinha no estado norte-americano da Florida - tinha ficado sem eletricidade, como resultado da passagem do furacão. "Falei com ela na manhã de sexta-feira e disse-me que tinha acabado de ficar sem eletricidade. Depois disto, não soubemos nada dela durante dois dias."

Eric Olsen vive no Nebrasca, o seu pai na Dacota do Sul e a sua irmã em Los Angeles. Demasiado longe para conseguir ir até à Florida, a família contactou as autoridades locais para irem ver se a avó estava bem. Contudo, as chamadas não eram atendidas, deixando os familiares ainda mais preocupados.

A falta de notícias levou o neto de Claire a pensar nos sítios para que pudesse ligar. "Eu pensei: Quem é que pode ir a casa da minha avó neste momento? A quem é que eu posso ligar numa cidade onde não conheço ninguém", o neto perguntou-se.

A resposta tardou, mas apareceu. Eric telefonou à pizzaria local e encomendou uma pizza de pepperoni para a casa da avó, pedindo para lhe ligarem assim que fosse feita a entrega. O neto conseguiu falar com a avó, através do entregador de pizzas, percebendo que a mulher estava bem.

Ao ser abordada com uma pizza, Claire disse ao entregador que não tinha pedido nada. No entanto, após saber da chamada feita pelo neto, deixou o homem entrar.

Claire Olsen disse à estação televisiva norte-americana que se sentiu "aliviada" quando ouviu a voz do neto, afirmando ainda que foi a melhor pizza de pepperoni que alguma vez pôde receber. Já o neto declarou: "as autoridades não o fizeram, mas Papa John's chegou lá em 30 minutos e pôs o telemóvel na orelha da minha avó".

  • Furacão Matthew deixa rastro de destruição nos Estados Unidos
    2:25

    Mundo

    O furação Matthew já fez, pelo menos, quatro vítimas mortais nos Estados Unidos. A tempestade tem perdido intensidade, ainda assim destrói casas e árvores pela força do vento e das chuvas fortes. O estado de emergência foi declarado para os estados da Carolina do Norte, Florida, Georgia e Carolina do Sul.

  • "É uma experiência assustadora"
    4:54

    Mundo

    Maria Elizabeth Pereira está a viver na Florida e falou com a SIC sobre o furacão Matthew. A portuguesa diz que os ventos continuam fortes, mas que perto da sua casa a situação está estável. A portuguesa confessa no entanto tratar-se de uma "experiência assustadora" por não saber se a situação irá piorar.

  • Português na Florida afirma que ventos continuam fortes
    4:01

    Mundo

    Eddie Branquinho está a viver na Florida e falou com a SIC sobre o furacão Matthew, que já fez um morto no estado norte-americano. O português diz que os ventos continuam fortes, mas já abrandaram um "pouco". Eddie Branquinho relata que está a ouvir as árvores caírem sobre a sua casa. O português falou ainda sobre a maneira como os oficiais pedem às pessoas para se prepararem para este tipo de situações.

  • Como se sobrevive à dor em Nodeirinho e Pobrais
    2:43
  • Raphäel Guerreiro vai continuar a acompanhar a seleção
    1:08
  • 74 mil alunos do secundário têm a vida "suspensa" 
    2:22

    País

    Enquanto o Ministério Público investiga a fuga de informação no exame nacional de Português do 12.º ano, 74 mil estudantes ficam com a vida suspensa. Se a fuga se confirmar, o exame corre o risco de ser anulado e as candidaturas ao ensino superior atrasam. O Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), responsável pelos exames, prometeu esclarecimentos para os próximos dias.