sicnot

Perfil

Mundo

O hambúrguer que sabe a carne mas é feito de plantas

© Beck Diefenbach / Reuters

Uma empresa norte-americana conseguiu a proeza de criar um hambúrguer com um sabor muito semelhante à carne, mas feito de plantas. Parece impossível, mas o sonho tornou-se mesmo realidade e já está disponível em vários restaurantes nos Estados Unidos.

A startup Impossible Foods - criada em 2011 e que a Google tentou, sem sucesso, comprar, por 300 milhões de dólares - comprometeu-se a criar um hambúrguer com um sabor e uma textura tão semelhantes à carne que nem os maiores fãs dessem pela diferença.

A missão foi bem sucedida e a criação já está disponível, com diferentes igredientes e acompanhamentos, em restaurantes nos Estados de São Francisco, Los Angeles e Nova Iorque.

O objetivo da Impossible Foods passa por reduzir os danos causados aos animais e conseguir satisfazer uma população que consome, anualmente, quase 5 mil milhões de toneladas de carne.

Para o fundador e CEO da Impossible Foods, Pat Brown, o primeiro passo foi "fazer uma investigação molecular profunda para perceber o que conjugaria, no hambúrguer, todas as propriedades fundamentais para o tornar apelativo - textura, suculência e sabor. Os primeiros testes apresentaram resultados positivos e o projeto teve solidez para avançar.

Os vegetais utilizados, quando crus, são muito semelhantes a carne crua. Desfaz-se como um hambúrguer e cria uma espécie de suculência tenra a cada dentada.

A médio prazo, o objetivo de Pat Brown passa por colocar a criação da Impossible Foods à venda numa cadeia de restaurantes fast-food. Para já, Brown partilhou orgulhosamente, em declarações ao jornal britânico The Guardian, que a maioria das reações é muito semelhante: "Sabe mesmo a hambúrguer, muito saboroso!."

  • Biológicos nas escolas e nos telemóveis

    País

    O Governo vai criar o Dia Nacional da Alimentação Biológica e uma estratégia que passa por distribuir produtos biológicos nas escolas e criar uma aplicação móvel para os portugueses poderem localizar unidades de produção ou comercialização de produtos biológicos, segundo a Estratégia Nacional que será hoje apresentada.

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.