sicnot

Perfil

Mundo

O hambúrguer que sabe a carne mas é feito de plantas

© Beck Diefenbach / Reuters

Uma empresa norte-americana conseguiu a proeza de criar um hambúrguer com um sabor muito semelhante à carne, mas feito de plantas. Parece impossível, mas o sonho tornou-se mesmo realidade e já está disponível em vários restaurantes nos Estados Unidos.

A startup Impossible Foods - criada em 2011 e que a Google tentou, sem sucesso, comprar, por 300 milhões de dólares - comprometeu-se a criar um hambúrguer com um sabor e uma textura tão semelhantes à carne que nem os maiores fãs dessem pela diferença.

A missão foi bem sucedida e a criação já está disponível, com diferentes igredientes e acompanhamentos, em restaurantes nos Estados de São Francisco, Los Angeles e Nova Iorque.

O objetivo da Impossible Foods passa por reduzir os danos causados aos animais e conseguir satisfazer uma população que consome, anualmente, quase 5 mil milhões de toneladas de carne.

Para o fundador e CEO da Impossible Foods, Pat Brown, o primeiro passo foi "fazer uma investigação molecular profunda para perceber o que conjugaria, no hambúrguer, todas as propriedades fundamentais para o tornar apelativo - textura, suculência e sabor. Os primeiros testes apresentaram resultados positivos e o projeto teve solidez para avançar.

Os vegetais utilizados, quando crus, são muito semelhantes a carne crua. Desfaz-se como um hambúrguer e cria uma espécie de suculência tenra a cada dentada.

A médio prazo, o objetivo de Pat Brown passa por colocar a criação da Impossible Foods à venda numa cadeia de restaurantes fast-food. Para já, Brown partilhou orgulhosamente, em declarações ao jornal britânico The Guardian, que a maioria das reações é muito semelhante: "Sabe mesmo a hambúrguer, muito saboroso!."

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.