sicnot

Perfil

Mundo

Samsung começa a aceitar devoluções em caixas especiais para evitar explosões

A Samsung começou a enviar aos clientes do Galaxy Note 7 nos EUA um kit de devolução do telemóvel que inclui uma caixa ignífuga para evitar problemas com as baterias explosivas que obrigaram a parar a produção do dispositivo.

Segundo a imprensa norte-americana, serviços de encomendas como a UPS, Fedex e Serviço Postal estão a examinar a forma de transportar os modelos Galaxy Note 7 do fabricante sul-coreano Samsung, cujas baterias podem sobreaquecer e explodir, o que eleva o risco de fogo.

O kit de devolução da Samsung inclui luvas, várias capas de proteção -- incluindo um revestimento cerâmico para evitar a propagação do fogo - e um aviso para não transportar o pacote por via área pelos riscos que apresenta.

O Departamento de Transporte norte-americano proíbe o transporte de baterias de lítio defeituosas por via aérea.

Já as empresas de transporte, segundo a agência espanhola Efe, vão monitorizar com especial atenção as devoluções do Galaxy Note 7.

A Fedex garantiu que vai aceitar as devoluções, mas apenas a partir de distribuidores e embalados de acordo com regras restritas.

A Samsung anunciou em setembro a revisão de 2,5 milhões de telefones do seu modelo mais recente - o Galaxy Note -, e uma atualização do software.

No entanto, os modelos reparados começaram novamente a sofrer um sobreaquecimento das baterias.

Na terça-feira, a Samsung suspendeu a produção do Galaxy Note 7, parou as vendas do modelo em todo o mundo, e pediu aos utilizadores para não usarem o dispositivo lançado há apenas dois meses no mercado.

A decisão do gigante tecnológico sul-coreano foi uma tentativa de travar uma bola de neve que não tem parado de crescer desde o alerta recente do regulador norte-americano dos consumidores para o perigo potencial para os consumidores, famílias e respetivos lares provocado pelo Note 7.

Os clientes do Note 7 em todo o mundo vão poder reaver o dinheiro dos aparelhos ou reinvesti-lo na aquisição de quaisquer outros modelos da empresa.

A Samsung recolheu há pouco mais de um mês 2,5 milhões unidades do Note 7 em dez mercados em todo o mundo, numa reação a queixas dos consumidores de que a bateria de íon-lítio explodia quando recarregava.

Lusa

  • "Desliguem" todos os Galaxy Note 7, alerta a Samsung

    Mundo

    A Samsung apelou a todos os utilizadores do Galaxy Note 7 para que desliguem os seus telemóveis enquanto decorrem investigações sobre novos casos de anomalia em aparelhos desse modelo. A empresa também já anunciou que vai parar a venda e produção do Galaxy Note 7.

  • Samsung manda recolher todos os Galaxy Note 7

    Economia

    A Samsung Electronics indicou esta segunda-feira a todos os seus representantes no mundo que parassem as vendas e substituições do smartphone Galaxy Note 7. Em causa estão as notícias de que as unidades de substituição também se incendiavam.

  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15