sicnot

Perfil

Mundo

Alterações climáticas na Somália aumentam cheias na Índia

© Reuters

Um estudo conjunto de investigadores da Universidade de Aveiro (UA) e da Universidade de Vigo conclui que as alterações climáticas sobre o afloramento costeiro da Somália podem intensificar as cheias na Índia.

O "afloramento costeiro" é um fenómeno em que águas mais profundas (mais frias e mais ricas em nutrientes) ascendem à superfície do oceano por indução do vento, no caso da costa da Somália devido à influência de ventos de sudoeste.

Até à data não se conhecia qualquer investigação sobre o efeito das alterações climáticas no sistema de afloramento da costa da Somália, fenómeno com consequências no clima da região.

Uma delas, com impacto económico, é o aumento da biodiversidade marinha e, consequentemente, o potencial de pesca associado, segundo João Miguel Dias, um dos autores do estudo e coordenador do Núcleo de Modelação Estuarina e Costeira do Departamento de Física e do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar (laboratório associado da UA).

No entanto, o "reverso da medalha" é que a intensificação dos ventos na região, devido ao aumento da temperatura do ar a nível global, irá aumentar o fenómeno de afloramento, conforme se prevê que ocorra na costa da Somália, explica a investigadora Magda Sousa, que participou no estudo, agora publicado na revista "Scientific Reports".

O afloramento na costa da Somália está associado às monções, em que todos os verões as massas de ar de elevada humidade sobre o continente ficam mais quentes e sobem originando rajadas de ventos vindas do oceano Índico.

Essa humidade origina a formação de precipitação sobre o continente na forma de chuvas torrenciais, que podem durar vários dias, e que todos os anos causam inundações na Índia que, segundo os resultados deste estudo, feito para um horizonte temporal até 2100, podem vir a ter maior dimensão no futuro em resposta às alterações climáticas e à intensificação do afloramento costeiro na costa da Somália.

Lusa

  • Cheias na Índia provocam pelo menos 40 mortos
    1:41

    Mundo

    Pelo menos 40 pessoas morreram e centenas de milhares foram resgatadas devido às cheias que afetaram várias áreas da Índia central e oriental. Caso a chuva volte nos próximos dias, milatares do exército e força aérea proteram ajudar o país.

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão