sicnot

Perfil

Mundo

Cardeais contra a instalação de McDonald´s perto da Praça de S. Pedro

© Christian Hartmann / Reuters

A instalação do primeiro McDonald´s num edifício propriedade do Vaticano, perto da Praça de São Pedro, enfrenta a oposição de um grupo de cardeais, que se juntam a outros movimentos que se opõem à cadeia de "fast-food".

Enquanto os residentes da zona têm manifestado a sua estupefação pela eventualidade de a marca norte-americana se instalar tão perto da sede da Igreja Católica, vários cardeais - que vivem no edifício em questão - estão preocupados com questões mais práticas, noticiou hoje o jornal britânico Guardian.

Os cardeais queixaram-se que não foram consultados acerca do novo McDonald's e mostraram-se apreensivos quanto à possibilidade de terem de ajudar a pagar a reestruturação, destinada a adaptar o prédio ao funcionamento das cozinhas do restaurante de "fast-food".

O problema começou, escreve o Guardian, quando a Apsa - a agência da Santa Sé que gere o património imobiliário - avisou que tinha aceitado uma proposta do McDonald´s para arrendar o rés-do-chão do edifício em causa. A multinacional norte-americana terá feito uma proposta de várias "dezenas de milhares de euros", uma oferta muito superior a todas as outras.

O prédio dá para as vias Borgo Pio e Via del Mascherino, a poucos metros da Praça de São Pedro.

O Comité para a Proteção do Borgo foi o primeiro grupo a dar o alarme sobre o restaurante, afirmando que a cadeia norte-americana vai "distorcer a zona" e infligir "um golpe decisivo num animal já ferido", numa referência aos muitos mini-mercados e banquinhas que vendem pequenos artigos religiosos.

O local que albergaria o novo McDonald's tecnicamente não fica dentro das muralhas da Cidade do Vaticano. No entanto, está no centro da vida do Vaticano, num local em que muitos cardeais - incluindo o Papa Bento XVI, ainda antes de ser escolhido Sumo Pontífice - viveram. Também fica perto das casernas da Guarda Suíça.

Entre os cardeais que estão contra o novo restaurante contam-se Gianfranco Ravasi, Giuseppe Versaldi e Gilberto Agustoni.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.