sicnot

Perfil

Mundo

Conselho de Segurança da ONU denuncia ilegalidade de colonatos israelitas na Palestina

O Conselho de Segurança da ONU realizou esta sexta-feira um encontro para denunciar a ilegalidade dos colonatos em território palestiniano, durante o qual vários membros pediram medidas contra Israel.

© Eduardo Munoz / Reuters

"Chegou o momento do Conselho de Segurança fazer algo concreto. Basta de retórica", disse o embaixador da Venezuela junto da ONU, Rafael Ramírez, cujo país foi um dos impulsionadores do encontro com carácter informal.

Na reunião, além de reiteraram a condenação ao aumento dos colonatos, os 15 membros do Conselho de Segurança da ONU ouviram várias organizações não-governamentais que fizeram duras críticas à política israelita nos territórios ocupados.

Todos os membros do Conselho de Segurança da ONU condenaram a política de colonatos israelitas, incluindo os Estados Unidos, tradicional aliado de Israel, mas, em geral, evitaram referir-se abertamente a uma possível ação a curto prazo.

O representante adjunto norte-americano David Pressman chamou a atenção para o aumento das demolições de casas palestinianas e denunciou que as ações israelitas estão a criar uma "realidade de um Estado".

A mensagem do Conselho de Segurança da ONU está em linha com a expressada em julho pelo Quarteto para o Médio Oriente (composto pela ONU, Estados Unidos, Rússia e União Europeia), que apelou a Israel para parar a expansão da construção na Cisjordânia e a este de Jerusalém.

Espanha considerou que os "colonatos são ilegais" e um "obstáculo à paz".

Segundo a imprensa israelita, o Governo de Israel teme que a Administração de Barack Obama aproveite o lapso de tempo entre as eleições de novembro e 20 de janeiro, quando conclui o seu mandato, para levar o Conselho de Segurança da ONU a tomar uma posição sobre o conflito no Médio Oriente.

Nos últimos meses, Washington tem endurecido o tom em relação aos colonatos e este mês criticou os planos de Israel para construir 300 novas habitações.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    1:41
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.

  • A SIC visitou os bastidores do Santuário de Fátima
    7:43
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52