sicnot

Perfil

Mundo

NATO pode formar forças locais para combater terrorismo

© David Mdzinarishvili / Reuter

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, defendeu esta sexta-feira em Roma que a aliança possa formar forças locais nos países do seu flanco sul e leste devido à ameaça terrorista e como alternativa ao envio de tropas.

Considerou que "a longo prazo é muito melhor construir capacidades locais, treinar forças locais" para se ser eficaz no combate ao terrorismo, dando os exemplos da formação de militares jordanos e iraquianos.

Stoltenberg insistiu que essa é uma "estratégia muito mais viável na luta contra o terrorismo que o destacamento de um grande número de forças de combate" da NATO.

O responsável falava na iniciativa para assinalar o 50.º aniversário da fundação do Colégio de Defesa da NATO, com sede em Roma, tendo também destacado a importância do "diálogo político" com os países do Médio Oriente e do norte de África.

"É importante porque enfrentamos os mesmos desafios de segurança", disse, adiantando que aqueles países apoiam a Aliança Atlântica através da "cooperação prática".

Lusa

  • CGD terá de reconhecer imparidades e prepara saída de 2 mil funcionários
    2:45

    Caso CGD

    O novo plano estratégico da Caixa está pronto e foi entregue há duas semanas ao Ministério das Finanças. A SIC sabe que está a ser preparada a saída de 2 mil trabalhadores e que o banco terá de reconhecer imparidades. O Expresso diz que a CGD vai fechar o ano com prejuízos que podem chegar aos 3 mil milhões de euros.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.